O mau cheiro começa a ficar insuportável - Frases do dia

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Discernimentos depois da Primeira Assembleia Eclesial. Artigo de Paulo Suess

    LER MAIS
  • Formação e espiritualidade do Ministro Extraordinário da Eucaristia

    LER MAIS
  • Paris, o Papa aceita a renúncia de Aupetit

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


25 Junho 2021


Putrefação moral

“O governo de Jair Bolsonaro está se decompondo. E o mau cheiro começa a ficar insuportável. (...) Como acontece com os cadáveres, a luz do sol acelera a putrefação moral do governo. Mais do que nunca, é preciso desenterrar o que a truculência bolsonarista quer esconder” – editorial ‘Putrefação moral’O Estado de S. Paulo, 25-06-2021.

 

CPI pode ganhar forte impulso ou acabar nesta sexta-feira

“Senadores do G7 adotaram, em privado, tom de cautela em relação aos depoimentos do servidor Luis Ricardo Fernandes Miranda e do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) na CPI da Covid. Claro, as expectativas são altas porque ambos podem mudar os rumos da comissão e até a história do País. Mas há o temor de que arroubos retóricos prevaleçam sobre indícios e provas. Se isso acontecer, na visão desses senadores, favorecerá os governistas, alimentando conspirações e reforçando a tese da “politização”. Senador importante sintetiza: a CPI pode ganhar forte impulso ou acabar nesta sexta-feira, 25” – Coluna do EstadãoO Estado de S. Paulo, 26-06-2021.

 

A ver

“A cúpula dirigente da comissão deve tomar as medidas cabíveis para que, mesmo como testemunha, o deputado Miranda, principalmente, diga somente a verdade. E, se mentir, será responsabilizado” – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 26-06-2021.

 

Para lembrar

“Como revelou a Coluna, Luis Miranda disse a senadores que pode 'derrubar a República'” – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 26-06-2021.

 

Bomba de maior potencial explosivo

“O caso Covaxin é, entre todas as bombas já detectadas no Palácio do Planalto, a de maior potencial explosivo até hoje. Pode ser assim resumido: um funcionário do ministério da Saúde denuncia ao presidente da República que foi pressionado a autorizar a importação de vacinas que, além de custarem 50% mais que as da Pfizer, estavam com data de validade próxima do vencimento, implicavam pagamento antecipado e não se enquadravam nas regras da Anvisa” - Thaís Oyama, jornalista – Portal Uol, 24-06-2021.

 

A Covaxingate mal começou

“A investigação do que já vem sendo profeticamente chamado de Covaxingate mal começou. Mas já está no ar uma pergunta objetiva e crucial à espera de resposta: Bolsonaro determinou que a Polícia Federal investigasse a denúncia feita pelo servidor Luis Ricardo Miranda e seu irmão deputado? Se não fez isso, prevaricou. Se fez, quem prevaricou foi a PF, na pessoa do seu diretor-geral, Rolando Alexandre (ao jornal O Globo, ele já disse não se recordar de ter conversado sobre o assunto com o presidente)” - Thaís Oyama, jornalista – Portal Uol, 24-06-2021.

 

Escândalo da Covaxin complica as racionalizações

“O escândalo da Covaxin complica as racionalizações. Não são mais familiares nem auxiliares que aparecem no turbilhão das suspeitas, mas o próprio presidente. Não estamos mais falando dos “trocados” das rachadinhas, mas de um esquema bilionário, que rivalizaria com os desvios do PT” – Helio Schwartsman, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Autoengano

“Uma das características mais fascinantes do cérebro humano é sua capacidade para o autoengano. Já posso escutar o bolsonarista obstinado afirmando que prevaricação não é corrupção. Preciosismos jurídicos à parte, num país mais decente, o capitão já teria sido deposto e estaria sendo julgado, com chance de parar na cadeia” – Helio Schwartsman, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Primário, estúpido e cruel

“Mas nenhum (presidente da República) tão primário, estúpido e cruel quanto Bolsonaro. Seu estilo de governar às bofetadas, inspirado em Átila, Vlad Dracul e Mussolini, já é um marco na história da boçalidade. Ninguém, em tão pouco tempo, desrespeitou tanto uma nação e seu governo, suas instituições e sua dignidade. Ninguém nos reduziu tão bem a um país de merda —ou, segundo o próprio Bolsonaro, de maricas, idiotas e otários” – Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Centauro a motor, metade cavalo e a outra metade também

“Ninguém nos tornou tão irreconhecíveis aos nossos próprios olhos — a cada dia que o deixamos no poder, nos acanalhamos como povo. E ninguém levou tantos de nós à morte, de maneira tão consciente e premeditada, contando com a nossa omissão e insensibilidade. Jair Bolsonaro faz tudo isto cercando-se de capangas de bíceps e pescoços ameaçadores, peritos em armas de fogo, oriundos dos quartéis, academias e esgotos, muitos cavalgando motocicletas. Ele próprio é um centauro a motor, metade cavalo e a outra metade também. Se alguém o desafia, os políticos a seu soldo se juntam e partem para a intimidação. Mas a terra treme sob ele a uma palavra — corrupção” – Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Quociente de macheza

“É a hora. A partir de agora, diante das denúncias que começam a vir à tona, é que saberemos o seu quociente de macheza” – Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Opereta de horror político

“A política nas próximas semanas deve ser agitada. Haverá uma ofensiva da oposição mais à esquerda, com alguns agregados acidentais. O bunker do governo está em desarranjo por causa da CPI e de outros problemas com a Justiça. A popularidade de Jair Bolsonaro parece se arrastar pela mínima de 23%, segundo pesquisa Ipec (o pessoal que fazia pesquisa de opinião para o Ibope). Ainda nesse quase mês adiante, o governo promete uma contraofensiva, com agrados sociais e fiscais. Pode tudo se resumir a mais uma opereta de horror político, condizente, portanto, com os tempos bolsonarianos, mas que não vai a lugar algum” – Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Grosso da Câmara e o lirismo de Lira

“É possível, mas não certo, que a despiora da economia e o avanço mais rápido da vacinação desanuviem o clima para o governo. Não se sabe. Depende muito também de política. O fato principal, por ora, é que a oposição à esquerda e alguns agregados estão isolados, por omissão das elites que escreveram tantas cartas de repúdio e pela adesão do grosso da Câmara ao lirismo de Lira e pela oportunidade de arrancar dinheiros e favores de Bolsonaro” – Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Superpedido de impeachment contra Jair Bolsonaro

“Líderes de partidos, de movimentos sociais e deputados decidiram em reunião nesta quinta-feira (24) que apresentarão na quarta-feira (30) o chamado superpedido de impeachment contra Jair Bolsonaro, que reúne mais de 100 pedidos feitos por siglas e grupos de oposição e parlamentares que se arrependeram de ter apoiado o presidente, como Joice Hasselmann (PSL-SP) e Alexandre Frota (PSDB-SP). Presidentes de PSOL, PT, PC do B, PDT, PSB, Rede, UP, PV e Cidadania têm liderado as discussões. A expectativa é a de que por se tratar de iniciativa supraideológica o pedido tenda a ganhar força e elevar a pressão para que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), analise as acusações. A entrega dos pedidos contará também com um ato na Câmara dos Deputados, em Brasília, programado para as 14h30, com a presença de entidades que fazem parte da mobilização pelo superpedido, como UNE (União Nacional dos Estudantes) e MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), além de parlamentares” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Covaxin na requisição

“Os coordenadores do superpedido de impeachment contra Jair Bolsonaro (sem partido), que reúne partidos de esquerda e ex-aliados do presidente, decidirão nesta sexta (25) se incluirão as denúncias envolvendo a compra da vacina Covaxin na requisição” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Logo ele?

“Um grupo de juristas decidiu retirar textos de um livro que está sendo organizado para homenagear o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello, que se aposenta em julho. Eles afirmam que ficaram indignados com a homenagem do decano do STF a Sergio Moro na votação em que o ex-juiz foi considerado suspeito no julgamento de Lula no caso do triplex. Mello votou a favor do ex-magistrado e o definiu como “um verdadeiro herói nacional”. Um dos que recuaram da homenagem foi o jurista Lênio Streck. “Sempre estive ao lado do Marco Aurélio Mello garantista. Sempre”, afirma o jurista Lenio Streck, que retirou um texto do livro. Lembrando que o ministro já era voto vencido quando elogiou Moro, ele questiona: “Por que, então, afirmar, gratuitamente, que Moro é um herói nacional? Um juiz declarado suspeito pela maioria do STF é herói? Parece claramente o incentivo à criação de uma narrativa que pretende salvar Moro. E isso não é tolerável!” – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

 

Covid longa

“Os dados sugerem que no Brasil temos, potencialmente, 2,5 milhões de pessoas com a Covid longa. Com a aproximação da terceira onda da pandemia e a lentidão na vacinação, a perspectiva é que esse número aumente. No Brasil, a comunidade de profissionais da saúde reconhece o problema e tem alertado para a necessidade de criação de protocolos e unidades para tratamento de pacientes nessas condições” - Marimelia Porcionatto, professora da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), presidente da Sociedade Brasileira de Biologia Celular (SBBC) – Folha de S. Paulo, 26-06-2021.

 

Sequelas da Covid

“As sequelas da Covid vão além dos sintomas físicos. Enfrentaremos sequelas na educação e na economia, e a participação da comunidade científica na proposição de soluções para os problemas é, como sempre, fundamental e imprescindível” - Marimelia Porcionatto, professora da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), presidente da Sociedade Brasileira de Biologia Celular (SBBC) – Folha de S. Paulo, 26-06-2021.

 

1% mais rico detém metade da riqueza total do Brasil

“Quase metade da riqueza total do Brasil, ou 49,6%, foi parar nas mãos do 1% mais rico no ano passado, mesmo durante a pandemia do novo coronavírus. Há 20 anos, o topo da pirâmide detinha 44,2%. Os dados fazem parte do relatório de Riqueza Global, que é publicado uma vez por ano pelo banco Credit Suisse. Na comparação entre dez países, apenas o topo da pirâmide da Rússia conseguiu concentrar mais riqueza do que a elite no Brasil” - Douglas Gavras, jornalista – Folha de S. Paulo, 25-06-2021.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O mau cheiro começa a ficar insuportável - Frases do dia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV