Prioridade do governo Bolsonaro

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Santa Teresa de Jesus: inquieta, andarilha, desobediente e muito mais...

    LER MAIS
  • COP26. Kerry reduz as expectativas sobre a cúpula de Glasgow: “Rumo a compromissos ainda insuficientes para alcançar…”

    LER MAIS
  • Diocese Anglicana no Paraná sagrará bispa coadjutora em Curitiba

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Dezembro 2020

O Governo Bolsonaro decide zerar o imposto sobre a importação de revólveres e pistolas!

O comentário é de Pe. Alfredo J. Gonçalves, cs, vice-presidente do SPM.

Enquanto isso ...

- Sobem os preços dos alimentos básicos, que pesam com maior gravidade sobre os ombros dos pobres;

- Aumentam os infectados e mortos pela pandemia Covid-19, congestionando perigosamente o sistema de saúde;

- A população aguarda com esperança e ansiedade um plano nacional de imunização contra esse “inimigo silencioso”;

- As florestas seguem sendo abatidas e o solo devastado, a boiada passa e o meio ambiente é agredido e esquecido;

- Milhões de crianças, junto com os profissionais da educação, seguem sem rumo no que diz respeito ao futuro da escola;

- Os trabalhadores deslocam-se de casa ao trabalho, e vice-versa, em ônibus e trens superlotados e com alto risco de contaminação;

- A violência se abate sobre mulheres e crianças, de modo todo particular no âmbito sagrado da casa e da família;

- As forças de segurança distribuem balas, perdidas ou não, e centenas de jovens negros tombam assassinados;

- Assistimos ao desmonte deliberado das políticas públicas, voltadas para os povos indígenas e as comunidades quilombolas;

- O Ministério da Saúde, em pleno auge da pandemia, segue dirigido por pessoas alheias ao profissionalismo do ramo;

- O Brasil se isola e se converte em uma espécie de “nação pária” no xadrez da geopolítica e das relações internacionais;

- Multiplicam-se os ataques aos poderes Judiciário e Legislativo, bem como aos profissionais da comunicação e das expressões artísticas;

- O desemprego e subemprego ganham proporções alarmantes, levando milhões de pessoas ao mercado informal, à rua e ao anonimato;

- As ações governamentais se vestem com as cores ideológicas do populismo nacionalista de extrema direita;

- Autoridades do governo insistem em comemorar o golpe militar, chegando ao ponto de honrar até mesmo torturadores;

- Reformas urgentes e necessárias para o país aguardam em fila nas gavetas do Congresso Nacional;

- O empenho e a luta pelos direitos humanos soam como hóspedes estranhos no interior do próprio governo;

- A corrupção da “velha política” segue viva e ativa na “nova política”, com centrão, lava-jato, rachadinhas e balcão de negócios;

- O vírus do negacionismo contamina as redes sociais e as práticas reais, trazendo de volta barbáries já mortas e enterradas pela história!...

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Prioridade do governo Bolsonaro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV