Fraternidade para sair da pandemia. Revelada a mensagem da nova encíclica

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • O Sínodo Mundial é uma preparação para um futuro Concílio, afirma arcebispo de Praga

    LER MAIS
  • Müller também se recusa, na 'TV do diabo', a participar do Sínodo

    LER MAIS
  • Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Setembro 2020

Para o Papa Francisco, a saída da pandemia deve ser buscada e construída com a fraternidade e a solidariedade. A mensagem de sua terceira encíclica, que ele assinará em Assis no dia 3 de outubro, foi revelada. Chama-se “Fratelli tutti. Sobre a fraternidade e a amizade social”, e é considerada o programa elaborado pelo Papa para enfrentar - do ponto de vista espiritual, teológico e social - o futuro do mundo abalado pelo Covid-19.

A reportagem é de Domenico Agasso jr, publicada por La Stampa, 06-09-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

A nova etapa do magistério de Francisco começa, portanto, a partir do túmulo do santo do qual carrega o nome. Depois da "Lumen fidei" (2013) e da "Laudato si'" (2015), dessa vez é na cidade do "Pobrezinho" que se realizará o batismo da encíclica de Francisco, que será assinada após a missa. Uma celebração ainda condicionada pela epidemia, como explica o diretor da assessoria de imprensa da Santa Sé, Matteo Bruni: a visita será realizada "em privado, sem nenhuma participação dos fiéis, devido à situação sanitária".

O documento a ser publicado reporta-se a um valor central do pontificado de Francisco, que na noite de sua eleição, 13 de março de 2013, se apresentou à humanidade com a palavra "irmãos". E “irmãos” para o Pontífice são “os migrantes que conheceu e abraçou em Lampedusa, em sua primeira saída como Papa”, recorda o site Vatican News. Até a Declaração de Abu Dhabi de fevereiro de 2019, também nesse caso, um texto sobre a “fraternidade humana” que, como diria Bergoglio, “nasce da fé em Deus que é Pai de todos e Pai da paz”.

Refletindo sobre esse tempo que olha para o pós-coronavírus, Francisco afirmou recentemente que “de uma crise ninguém sai como antes. Sai melhor ou pior. E a solidariedade é realmente um caminho para sair melhor”. 

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fraternidade para sair da pandemia. Revelada a mensagem da nova encíclica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV