Covid-19: cardeal Tagle pede “perdão da dívida” dos países pobres

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Francisco denuncia: “Ouvimos mais as empresas multinacionais do que os movimentos sociais. Falando claramente, ouvimos mais os poderosos do que os fracos e este não é o caminho”

    LER MAIS
  • “A atual loucura digital é um veneno para as crianças”. Entrevista com Michel Desmurget

    LER MAIS
  • Prefeito da Doutrina da Fé pede para que padre irlandês, defensor da ordenação de mulheres, faça os juramentos de fidelidade aos ensinamentos da Igreja

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Abril 2020

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos sugere um jubileu especial, enquanto a crise da Covid-19 causa estragos nas economias do mundo.

A reportagem é de La Croix International, 31-03-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, do Vaticano, pediu aos países ricos que apaguem a dívida dos países pobres como um modo de mitigar o sofrimento das pessoas durante a pandemia da Covid-19.

“A crise do coronavírus (Covid-19) poderia levar a um jubileu de perdão da dívida, para que aqueles que estão nos túmulos do endividamento possam encontrar a vida – desatá-los, libertá-los?”, perguntou o cardeal Luis Antonio Tagle, em sua homilia do domingo, informou o Vatican News.

A missa do ex-arcebispo de Manila foi transmitida ao vivo pelo Pontifício Colégio Filipino de Roma pela TV Maria, um canal de TV católico da Arquidiocese de Manila.

O jubileu, no contexto bíblico, é um tempo de graça que celebra a libertação de condições como escravidão, dívida ou pobreza.

O cardeal Tagle observou que, durante a atual pandemia do coronavírus, muitos estão perdendo seus empregos, especialmente os que recebem salários diários.

Ele pediu que aqueles que possam, “libertem os pobres que lhes devem dinheiro de seus empréstimos e dívidas”.

Embora não tenhamos máscaras suficientes, ele disse que “existem balas mais do que suficientes”.

“Não temos suprimentos suficientes de respiradores, mas temos milhões de pesos, dólares ou euros para gastar em um avião que pode atacar pessoas!”

Ele apelou aos países ricos, durante a crise da Covid-19, para que perdoem as dívidas dos países pobres, para que eles possam usar seus recursos cada vez menores para apoiar suas comunidades, em vez de pagar os juros impostos a eles.

“Em nome dos pobres”, disse ele, “liberemos dinheiro para a segurança real, a educação, a habitação e a alimentação”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid-19: cardeal Tagle pede “perdão da dívida” dos países pobres - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV