Ratzinger e o cardeal Sarah escrevem livro contra os padres casados

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Incêndio na Ilha do Bananal coloca em risco vida de indígenas isolados

    LER MAIS
  • Derrubar estátuas. Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • A queda de Becciu na neblina de Londres: um adeus após um encontro chocante com o papa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Janeiro 2020

O papa Emérito Bento XVI escreveu um livro com o cardeal conservador Robert Sarah sobre a manutenção do celibato sacerdotal. O volume, publicado em francês pela Fayard, é intitulado "Da profundeza do nosso coração" (Des profondeurs de nos coeurs) e, anuncia o editor Nicolas Diat, estará nas livrarias na próxima quarta-feira, 15 de janeiro.

A informação foi publicada por Tiscali News, 12-01-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

Reprodução da capa do livro

O livro é publicado no contexto do recente sínodo sobre a Amazônia, que propôs ao Papa Francisco introduzir para a região a ordenação sacerdotal de diáconos permanentes. Uma hipótese, agora sob o crivo do Pontífice, que nos próximos meses publicará uma exortação apostólica pós-sinodal, na qual pronunciará sua conclusão magisterial sobre o tema, expressamente criticada por seu predecessor.

Conforme relatado por Le Figaro, citando uma passagem da introdução escrita em conjunto por Ratzinger e Sarah, o livro nasceu "nestes últimos meses, enquanto o mundo ecoava o barulho criado por um estranho sínodo da mídia de massa que tomava o lugar do sínodo real".

Segundo Sandro Magister, jornalista italiano, trata-se de um 'livro bomba". Para o National Catholic Reporter, 12-01-2020. "Surpreendemente, Bento XVI defende abertamente o celibato clerical quando Francisco considera a possibilidade de padres casados". A publicação americana lembra que "que os 185 membros que participaram do Sínodo dos Bispos, durante um mês, consideraram a possibilidade de padres casados a partir das necessidades pastorais da região amazônica. No documento final, os membros do Sínodo sugeriram ao Papa Francisco a ordenação de diáconos casados como padres, segundo as circunstâncias". A sugestão foi aprovada por 128 votos a favor e 41 contra.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ratzinger e o cardeal Sarah escrevem livro contra os padres casados - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV