‘Greve do clima’ é escolhida expressão do ano por dicionário Collins

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Igreja Universal cria seu exército particular com "recrutamento" de PMs

    LER MAIS
  • A semana em que 47 povos indígenas brasileiros se uniram por um manifesto anti-genocídio

    LER MAIS
  • “Do fundo do nosso coração” é um “de profundis”. Ou seja, o Concílio Vaticano II não é opcional

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Novembro 2019

Termo descreve protestos nos quais adolescentes faltam às aulas, ou adultos se ausentam do trabalho, para pleitear uma ação mais rápida contra as ameaças climáticas.

A reportagem é de G1, 07-11-2019.

Diante dos protestos pelo clima que se espalham pelo mundo todo, o dicionário Collins elegeu “greve do clima” como a expressão do ano em 2019, observando que o uso do termo aumentou mais de 100 vezes em relação a anos anteriores.

O termo, associado especialmente a um movimento global pelo clima liderado pela ativista sueca de 16 anos Greta Thunberg, descreve protestos nos quais adolescentes faltam às aulas, ou adultos se ausentam do trabalho, para pleitear uma ação mais rápida contra as ameaças climáticas.

Jovens ativistas disseram que viram a declaração do dicionário como um sinal de que seus esforços para aumentar a conscientização a respeito dos riscos climáticos estão funcionando.

“Isso realmente mostra o impacto que os jovens vêm tendo ao enfatizar o reconhecimento da crise climática”, disse Jake Woodier, ativista e organizador da UK Student Climate Network, à Thomson Reuters Foundation.

As greves climáticas deste ano –inclusive em setembro, durante a cúpula do clima convocada pelo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU)– atraíram milhões de participantes de todo o globo.

O primeiro uso documentado de “greve do clima” ocorreu em 2015, quando foi empregado para descrever uma manifestação em massa que coincidiu com uma conferência da ONU na qual o histórico Acordo de Paris para a contenção da mudança climática foi adotado, informou a empresa responsável pelo dicionário.

Woodier disse esperar que a designação incentive ativistas do clima a continuarem pressionando autoridades públicas, particularmente agora que as eleições britânicas de dezembro se aproximam.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

‘Greve do clima’ é escolhida expressão do ano por dicionário Collins - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV