Pagou, entrou

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • A CNBB urge o governo a tomar “medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta”

    LER MAIS
  • Planeta em chamas. Artigo de Eliane Brum

    LER MAIS
  • 10 mapas e imagens de satélite internacionais que mostram a dimensão das queimadas no Brasil

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Julho 2019

As mudanças já haviam sido ventiladas pelo ministro da Saúde, Mandetta, e enfim vão sendo confirmadas. Terminaram as atividades do grupo de trabalho formado pelo MEC para reformular a reavaliação de diplomas de médicos formados no exterior: o Ministério vai mudar as regras. A promessa é aumentar a frequência do Revalida para que seja feito duas vezes por ano – hoje não há periodicidade definida e a última edição aconteceu em 2017.

A reportagem é publicada por Outra Saúde, 19-07-2019.

As faculdades particulares terão o seu papel. Hoje há dois modelos de avaliação de diplomas: o mais falado é o Revalida, mas além dele também é possível buscar editais de universidades públicas, que têm um processo em que analisam as disciplinas cursadas no exterior, verificando os conteúdos e fazendo complementação curricular. Este segundo modelo vai ser alterado. Os médicos vão poder buscar instituições privadas para fazer as aulas extras de disciplinas que não foram cursadas. “A lei diz que tem que ser feita universidade pública. Sabemos que, se jogar isso para o mercado privado, vai virar um ‘quem pagou, entrou’”, alerta, na Folha, o vice-presidente da Associação Médica Brasileira, Diogo Leite Sampaio.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pagou, entrou - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV