Acadêmicos do exterior criam manifestos contra medidas de Bolsonaro

Revista ihu on-line

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Mais Lidos

  • Desigualdade bate recorde no Brasil, mostra estudo da FGV

    LER MAIS
  • Livro analisa os teólogos, a virada ecumênica e o compromisso bíblico do Vaticano II

    LER MAIS
  • Adaptando-se a uma ''Igreja global'': um novo comentário internacional sobre o Vaticano II. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

07 Maio 2019

A redução de recursos para faculdades de Filosofia e Sociologia no Brasil, anunciada pelo presidente no fim do mês passado, motiva abaixo-assinados com acadêmicos de ponta da Europa e dos Estados Unidos. Nesta segunda-feira, 6, na edição digital do jornal francês Le Monde, veio a público um texto que tem entre os signatários a norte-americana Judith Butler, que já esteve no Brasil e é uma das principais pensadoras contemporâneas do feminismo.

A informação é publicada por O Estado de S. Paulo, 07-05-2019.

Do outro lado do Atlântico, outro manifesto, capitaneado por acadêmicos da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, passou dos 13,8 mil signatários, incluindo representantes do Brasil. O texto critica medidas de Jair Bolsonaro na área de Educação e pede que o governo reconsidere suas ações. “Nós nos opomos à tentativa do presidente Bolsonaro de desinvestir na Sociologia, ou em qualquer outro programa nas Ciências Humanas ou Sociais.”

Os dois manifestos reagem a publicações de Bolsonaro feitas no Twitter, no dia 26 de abril, que indicavam uma “descentralização” de investimentos. Na carta, os pesquisadores dizem rejeitar a premissa de que a educação universitária só tem valor à medida em que é imediatamente lucrativa. “O objetivo do ensino superior deve sempre ser o de produzir uma sociedade educada e enriquecida que se beneficie do esforço coletivo para criar o conhecimento humano.”

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Acadêmicos do exterior criam manifestos contra medidas de Bolsonaro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV