Tráfico de Pessoas. Autoridades indianas tentam congelar contas bancárias dos Missionários da Caridade para investigação

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Instrumentum Laboris do Sínodo para a Amazônia, um novo passo de “um 'kairós' para a Igreja e o mundo”

    LER MAIS
  • “Minha filha trans e católica é uma prova viva de como o Vaticano está errado em relação ao gênero”

    LER MAIS
  • “O Judiciário foi usado como vingança e impediu que a democracia siga seu curso”, afirma a antropóloga Lilia Schwarcz

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

17 Julho 2018

A polícia afirmou que o Comitê de Bem-Estar Infantil do estado de Jharkhand chegou a suspeitar que a casa estava envolvida no comércio ilegal de crianças.

A reportagem é publicada por Catholic News Service, 16-07-2018. A tradução é de Victor D. Thiesen.

Funcionários indianos estão tentando congelar contas bancárias das Missionárias da Caridade, congregação religiosa fundada por Madre Teresa de Calcutá, após a prisão de uma freira por acusações de tráfico de crianças no Estado de Jharkhand.

O Ucanews.com informou que num pedido de 11 de julho para o secretário da Índia, o chefe da polícia estadual D.K. Pandey, disse que o congelamento facilitaria uma investigação sobre possíveis violações dos regulamentos de financiamento estrangeiros.

Um tribunal na cidade de Ranchi, no leste da Índia, enviou uma freira das Missionárias da Caridade para 14 dias de custódia judicial em 05 de julho, depois que ela foi presa. A freira, identificada apenas como Concilia, foi detida para interrogatório em 04 de julho, após reclamações de que bebês haviam sido vendidos a casais sem filhos, relatou o ucanews.com. Outra freira da congregação também foi detida e depois libertada.

A polícia está trabalhando com autoridades fiscais para verificar as fontes de renda e os gastos da casa Nirmal Hriday para mães solteiras, onde as duas freiras trabalham, de acordo com reportagens do jornal.

Sunita Kumar, porta-voz das Missionárias da Caridade, disse que a ampliação das investigações tinha o objetivo de incomodar e prejudicar financeiramente a casa, que faz parte da missão de mães solteiras e filhos da ordem fundada por Santa Teresa de Calcutá, em 1950.

"Nossas atividades, recursos e financiamento são conhecidos pelo governo, e não há nada para esconder", disse Kumar.

"Os livros da ordem são auditados anualmente de acordo com a lei e os detalhes arquivados com o governo", disse o padre Peter Martin, advogado que está ajudando as Missionárias da Caridade. "Se houvesse alguma anomalia ou transação enganosa, o departamento de receita deveria ter levantado preocupação. Mas nada aconteceu. Esse movimento é absurdo", completou.

A polícia afirmou que o Comitê de Bem-Estar Infantil do estado de Jharkhand, chegou a suspeitar que a casa estava envolvida no tráfico ilegal de crianças, depois que um casal reclamou que não recebiam uma criança, apesar de pagar 120 mil rúpias (cerca de 7 mil reais) como taxa de adoção.

A irmã Prema, superior das Missionárias da Caridade, expressou espanto com as alegações e a resposta da polícia. "Estamos analisando cuidadosamente esse assunto", acrescentou.

Kumar disse que a casa não colocou as crianças para adoção. Ela disse que a congregação está examinando o sistema para garantir que tais reclamações não surjam no futuro.

Prabhkar Tirkey, presidente nacional do Fórum Ecumênico Rashtriya Isai Mahasangh, disse que o movimento do governo foi uma "caça às bruxas" para manchar a comunidade cristã e seu trabalho de caridade.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Tráfico de Pessoas. Autoridades indianas tentam congelar contas bancárias dos Missionários da Caridade para investigação - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV