Colômbia. "Trump boicota os acordos de paz com as Farc", denuncia arcebispo de Cali

Revista ihu on-line

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Mais Lidos

  • O psicanalista analisa o "vazio de sentido". "A técnica domina, a política não decide, os jovens consomem e ponto". Entrevista com Umberto Galimberti

    LER MAIS
  • ''Estamos vendo o início da era da barbárie climática.'' Entrevista com Naomi Klein

    LER MAIS
  • Necropolítica Bacurau

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

02 Maio 2018

Não acontecia há décadas que um membro importante da Conferência Episcopal da América Latina, com transparência e coragem, assumisse a iniciativa de falar claramente diante da onipotência dos Estados Unidos, que muitas vezes - sob alegações hipócritas e mentirosas – colocam as suas mãos e pés nos assuntos internos dos países da região. Agora, com Trump parece que teriam voltado aos famigerados tempos "da América Latina quintal de Washington,", mas ainda é possível resistir.

A informação é publicada por Il Sismografo, 01-05-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Ontem, na cidade de Cali, onde os membros da Presidência do Episcopado da Colômbia e outros prelados estão reunidos com mais de 100 sacerdotes, religiosas e religiosos para refletir e discutir sobre o processo de paz e sobre os Acordos com as antigas FARC, D. Darío de Jesus Monsalve, arcebispo da cidade, disse ao falar daqueles que trabalham contra essa paz que há muitas pressões internacionais contrárias ao processo, as quais, naturalmente, contribuem para a polarização interna que tornam difícil o caminho para a pacificação na verdade, na justiça e na reconciliação. Isso, naturalmente, aumenta as dificuldades de um processo já em si muito delicado e frágil que, lastimavelmente, tem apenas uma alternativa: voltar para a guerra.

Para D. Monsalve existe um boicote internacional da paz na Colômbia e sobre o assunto disse: "As pressões do governo do senhor Trump foram sentidas de forma muito forte e agora começam a ser uma realidade concreta com o boicote que está sendo aplicando à implementação dos Acordos com as Farc".

Como consequência, a imprensa local, o que deu muita ênfase a essas palavras muito graves e insólitas, direcionou sua atenção imediatamente para os setores políticos colombianos que trabalham abertamente contra a paz, sob a liderança do ex-presidente Alvaro Uribe desde sempre inimigo das negociações com a antiga guerrilha.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Colômbia. "Trump boicota os acordos de paz com as Farc", denuncia arcebispo de Cali - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV