Entre Francisco de Assis e Martin Lutero: o início do Sínodo da Igreja Luterana na Itália

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Incêndio na Ilha do Bananal coloca em risco vida de indígenas isolados

    LER MAIS
  • Derrubar estátuas. Artigo de Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • A queda de Becciu na neblina de Londres: um adeus após um encontro chocante com o papa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Mai 2018

Foi inaugurado no último domingo em Roma o Sínodo da Igreja Evangélica Luterana na Itália com a ordenação para o pastorado de Georg Reider, ex- franciscano e padre católico. "Na minha biografia espiritual conheci dois construtores de igrejas: Francisco de Assis e Martin Lutero" foram as palavras do novo pastor

A informação é publicada por Agência NEV, 29-04-2018. A tradução é de Luisa Rabolini.

Foi aberta na tarde do último domingo a III sessão em Roma do XXII do Sínodo da Igreja Evangélica Luterana na Itália (CELI). Cinquenta pastores e representantes das igrejas locais, bem como inúmeros convidados italianos e estrangeiros, participaram na capela de Villa Aurelia do culto inaugural, durante o qual um novo pastor foi ordenado, Georg Reider.

Aos 62 anos, pertencente à Comunidade Luterana de Bolzano, fundador do Zentrum Tau para o acompanhamento e formação psicológica e espiritual, Reider foi consagrado ao "ministério da pregação pública do Evangelho com a palavra e os sacramentos" da CELI depois de uma longa jornada pessoal: por 33 anos, ele vestiu o hábito franciscano e por 27 foi um padre católico, antes de entrar para a igreja luterana em 2011.

"Na minha biografia espiritual conheci dois construtores de igrejas: Francisco de Assis e Martin Lutero. Ambos serviram o Evangelho à sua própria maneira e podem enriquecer a Igreja de hoje", explicou Reider ao Sínodo durante o culto de ordenação, apresentando a sua escolha não como uma ruptura, mas como um caminho.

A dimensão fraterna e ecumênica de culto, presidido pelo reitor da CELI, pastor Heiner Bludau, foi destacada pela presença de Dom Mario Gretter, responsável pelo Ecumenismo da Diocese de Bolzano-Bressanone, que trouxe suas saudações e os melhores votos para o novo pastor.

Além disso, foi escolhida uma liturgia pensada pelas igrejas luteranas alemãs para a ordenação do ex-padre católico. De acordo com esta, o futuro pastor, referindo-se a sua ordem anterior, é lembrado dos elementos comuns ao ministério sacerdotal católico e aquele pastoral evangélico, para em seguida proferir seu compromisso de viver a sua vocação na compreensão luterana da fé cristã.

Depois do culto o trabalho do Sínodo, presidido por Georg Schedereit, continuou com o relatório do decano Bludau. As sessões continuarão com os relatos de várias comissões da igreja e com os grupos de trabalho.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Entre Francisco de Assis e Martin Lutero: o início do Sínodo da Igreja Luterana na Itália - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV