Argentina. Presidente da Conferência Episcopal é enfático: “Defender o trabalho é defender a vida”

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Vaticano, roubadas da igreja estátuas indígenas consideradas “pagãs” e jogadas no Tibre

    LER MAIS
  • A peleja religiosa. Artigo de José de Souza Martins

    LER MAIS
  • Começa a hora da decisão para os bispos da Amazônia na semana final do Sínodo. Artigo de Thomas Reese

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

30 Abril 2018

“Todos aqueles que dizem que defendemos a vida, temos que fazer um profundo exame de consciência sobre o nosso compromisso social”, disse o arcebispo de San Isidro, dom Óscar Ojea, em uma mensagem para a festa de São José Operário, patrono dos trabalhadores.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 28-04-2018. A tradução é de André Langer.

O bispo disse que “defender a vida é defendê-la em todo o seu desenvolvimento, e o trabalho faz parte dessa vida, uma parte essencial, porque dignifica a pessoa”.

“Todos os elementos da economia são instrumentais, em comparação com o trabalho; o trabalho sai do coração da própria pessoa; através do trabalho, o homem é incluído em uma sociedade”, escreveu. E acrescentou: “Quando dizemos que trabalhamos pela inclusão, temos que promover e defender as fontes de trabalho”.

“Pensemos o que significa um homem ou uma mulher sem trabalho; sentem-se fora de qualquer circuito, como se estivessem à margem. Um homem e uma mulher sem trabalho também significa que não se sentem reconhecidos; na essência, não apenas pela sociedade, mas às vezes inclusive na própria família”, observou.

O arcebispo Ojea lembrou que “o Dia dos Trabalhadores é o dia de São José Operário”, ao assinalar que “Jesus queria nos dar o exemplo de trabalhar, com suas próprias mãos, na oficina de seu pai adotivo”.

“Por isso, eu me dirijo a todos os trabalhadores e trabalhadoras, para expressar-lhes minhas mais sinceras felicitações neste dia. Um abraço muito forte de toda a Igreja, e um compromisso para defender e promover as fontes de trabalho, que é defender a vida. Que tenham um dia esplêndido neste 1º de maio. Que Deus os abençoe”, concluiu.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Argentina. Presidente da Conferência Episcopal é enfático: “Defender o trabalho é defender a vida” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV