Dom Paul Tighe, o mais provável sucessor do Mons. Viganò

Revista ihu on-line

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Mais Lidos

  • Vozes que desafiam. Dorothy Stang, profetiza e mártir da Amazônia

    LER MAIS
  • Pacto das Catacumbas pela Casa Comum. Por uma Igreja com rosto amazônico, pobre e servidora, profética e samaritana

    LER MAIS
  • Críticos não percebem a importância global do Sínodo da Amazônia, afirma Peter Hünermann

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

22 Março 2018

Após a renúncia do Mons. Dario Edoardo Viganò à prefeitura da Secretaria para a Comunicação, aceita a partir dessa quarta-feira, 21, pelo Santo Padre, é quase certo que o sucessor será o bispo irlandês Paul Tighe, nascido em 12 de fevereiro de 1958, na cidade de Navan, no condado de Meath. Dom Tighe, que foi recebido pelo papa em Santa Marta na última quinta-feira, 15 de março, atualmente é secretário do Pontifício Conselho para a Cultura.

A reportagem é de Luis Badilla, publicada por Il Sismografo, 21-03-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O provável futuro prefeito, antes de se tornar sacerdote, formou-se em Direito pelo University College Dublin e foi ordenado sacerdote em 10 de julho de 1983. Depois de alguns compromissos pastorais no seu país natal, transferiu-se para Roma para estudar Teologia Moral na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Em 30 de novembro de 2007, o Papa Bento XVI nomeou-o secretário do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais. Por ocasião da reforma das mídias vaticanas, que levou à dissolução desse conselho, Dom Tighe foi transferido para o Conselho para a Cultura.

Mas é preciso lembrar que, no dia 9 de julho de 2014, ele foi nomeado pelo Papa Francisco como secretário do Comitê para a Reforma das mídias vaticanas, instância que levou, depois, à criação, em 27 de junho de 2015, da Secretaria para a Comunicação, que o Mons. Viganò deveria dirigir ad experimentum até setembro de 2019.

Em 19 de dezembro de 2015, quando o Papa Francisco nomeou o então Mons. Tighe como secretário adjunto do Pontifício Conselho para a Cultura, ele também o tornou bispo. Ele foi consagrado no dia 27 de fevereiro de 2016, na Basílica de São Pedro, pelos cardeais Parolin e Ravasi e pelo arcebispo Claudio Maria Celli.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dom Paul Tighe, o mais provável sucessor do Mons. Viganò - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV