Mulheres católicas dos EUA: a favor do diaconato feminino e contra o planejamento familiar natural

Revista ihu on-line

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Mais Lidos

  • Pacto das Catacumbas pela Casa Comum. Por uma Igreja com rosto amazônico, pobre e servidora, profética e samaritana

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Janeiro 2018

A favor da reintrodução do diaconato feminino e contra o planejamento familiar natural. Assim têm se revelado as mulheres católicas estadunidenses em uma pesquisa publicada no site America, que também descobriu que apenas a metade desse grupo acredita que seus sacerdotes "fazem um bom trabalho" na hora de incluir as mulheres em diferentes aspectos da vida paroquial.

A reportagem é de Cameron Doody, publicada por Religión Digital, 22-01-2018. A tradução é de Henrique Denis Lucas.

De acordo com a pesquisa realizada com 1.508 mulheres norte-americanas, tanto anglo-saxãs quanto latino-americanas, apenas uma quarta parte das que se identificam como católicas comparecem à missa ao menos uma vez por semana. Além de sua presença nas celebrações eucarísticas, a pesquisa também revelou que 67% das mulheres católicas norte-americanas nunca serviram em uma paróquia em nenhum papel pastoral, seja como catequista, coroinha ou ministra de hospitalidade.

Apenas metade das mulheres católicas acreditam que seu pároco "faz um bom trabalho" quando se trata de promover sua participação na vida da comunidade e que apenas 18% delas se sentem "muito" envolvidas na tomada de decisões da sua paróquia. Talvez por isso, as norte-americanas têm se mostrado a favor da reintrodução das diaconisas. 60% delas apoiam a possibilidade de que as mulheres que tenham mais de 35 anos acessem o ministério sagrado, em comparação com apenas 7% que são contra a medida.

Quanto ao planejamento familiar natural - o conjunto de práticas recomendadas pela igreja para o planejamento da gravidez que evita o uso de anticoncepcionais -, por outro lado, apenas 22% das mulheres que estiveram casadas ou que viveram em um casal responderam que utilizaram tais métodos. A conclusão está em total acordo com os elementos da fé que as mulheres católicas identificaram como sendo os mais importantes de seu catolicismo, sendo os dois primeiros "ajudar os pobres" e "receber a comunhão" (45% cada), seguidos de "viver uma vida coerente com a doutrina da Igreja (35%) e "proteger a vida" (30%).

E no que diz respeito à participação política, finalmente, a pesquisa do America revelou que 41% das mulheres católicas dos Estados Unidos se identificaram como democratas, contra 24% que se consideraram republicanas. Apenas 12% das católicas estadunidenses, no entanto, acreditam que a doutrina social da Igreja as ajudará quando votarem nas eleições para o Congresso e o Senado, em novembro deste ano, enquanto que 19% acreditam que as orientações do Papa Francisco serão proveitosas quando depositarem seus votos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Mulheres católicas dos EUA: a favor do diaconato feminino e contra o planejamento familiar natural - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV