Em meio à crise, cortes no Bolsa Família e Renda Cidadã afetam famílias brasileiras

Revista ihu on-line

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Lutero e a Reforma – 500 anos depois. Um debate

Edição: 514

Leia mais

Mais Lidos

  • Um milhão de crianças fora da escola: o absurdo do trabalho infantil no Brasil

    LER MAIS
  • Discurso da esquerda não dá a Lula a menor chance de fazer bom governo

    LER MAIS
  • Papa pede boicote a bens produzidos por trabalhadores forçados

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

18 Agosto 2017

Renda é usada, por exemplo, para compra de alimentos e pagamento do aluguel: "não é muito, mas ajuda", diz diarista.

 Leonilda Dantas, beneficiária dos programas Bolsa Família e Renda Cidadã. Foto: Juliana Gonçalves/Brasil de Fato

A reportagem é de Juliana Gonçalves e publicada por Brasil de Fato, 17-06-2017.

Os R$ 204 que dona Leonilda Dantas recebia do Estado garantiam o mínimo para o sustento da sua família. "Não é muito, mas ajuda", diz. Sem emprego fixo, a diarista, de 42 anos, usava o benefício de programas sociais para comprar alimentos.

Há alguns meses, os R$ 80 do Programa Renda Cidadã, do governo do estado de São Paulo, foi cortado e Leonilda está "preocupada com o possível corte do Bolsa Família também". Ela recebe R$ 124 do programa do governo federal.

A preocupação da diarista tem fundamento. Entre junho e julho deste ano, o governo do presidente golpista, Michel Temer (PMDB), cortou de sua lista cerca de 543 mil beneficiários do Bolsa Família. Foi o maior corte da história do programa desde sua criação.

Marcio Pochmann, economista e professor da Universidade de Campinas (Unicamp), acredita que esses cortes não são razoáveis neste momento em que não há expansão econômica ou pleno emprego para todos.

No início do ano, o Banco Mundial estimou que o Brasil pode ter 3,6 milhões de "novos pobres" em 2017 e, por essa razão, recomendou que o Programa Bolsa Família fosse ampliado e não reduzido como ocorre hoje. Assim como Porchamm, a entidade ligada à Organização das Nações Unidas aponta que a recessão econômica e o aumento do desemprego no Brasil a partir de 2015 são os principais fatores para que o país aumente a proporção de pobres, que é hoje de 8,7% da população.

Esse é o caso de Danilo Vinicius, de 27 anos, que trabalha como auxiliar de limpeza e está desempregado desde outubro de 2016.

Mesmo em um dia frio e chuvoso na cidade de São Paulo, ele acordou cedo e foi até o CRAS, que é o Centro de Referência de Assistência Social, para se cadastrar no Bolsa Família. "Eu vim me cadastrar para conseguir um Bolsa-Familia", conta. Com o benefício, ele pagaria o aluguel: "eu estou quase indo para a rua", desabafa o jovem, que conta estar sofrendo de depressão pelo desemprego.

Dados de julho divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social mostram que cerca de 143 mil famílias voltaram a fazer parte do Programa Bolsa Família até o final do mês de junho. Este número seria ainda bem maior se a fila de espera na qual Danilo agora está fosse atendida, pois há aproximadamente 525 mil famílias cadastradas.

Até hoje, com 14 anos de existência, o Bolsa Família ajudou a manter 36 milhões de pessoas fora da linha da extrema pobreza e se tornou referência mundial no combate à fome.

Procurada, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo afirmou que não está ocorrendo corte no programa Renda Cidadã. Além disso, afirma que novas famílias estão sendo incluídas no Renda Cidadã por meio do cadastro no CadÚnico.

As reduções no programa Bolsa Família vêm sendo feitas de maneira sistemática desde que Temer assumiu. À época, ele informou que todos os meses seria realizada uma operação pente-fino entre os usuários do Bolsa Família.

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em meio à crise, cortes no Bolsa Família e Renda Cidadã afetam famílias brasileiras - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV