Francisco voltará a lavar os pés dos encarcerados de uma prisão italiana, na Quinta-Feira Santa

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco condena perseguição antigay e está preocupado com “cura gay”

    LER MAIS
  • Opositores do papa: continuem assim

    LER MAIS
  • Católicos e anglicanos - Trabalhar juntos para bem da humanidade, diz secretário do Vaticano

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

07 Abril 2017

A prisão de Paliano será a escolhida pelo Papa Francisco para celebrar os ritos da Quinta-feira Santa. Pela quinta vez, desde que iniciou seu pontificado, Bergoglio decidiu sair dos muros vaticanos para lavar os pés de pessoas que sofrem, os autênticos discípulos de Jesus.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada por Religión Digital, 06-04-2017. A tradução é do Cepat.

O ato, segundo apontou o Vaticano, terá um caráter “estritamente privado” e contará com a fórmula do Lava-pés para doze detidos da prisão de Paliano, situada a 70 km de Roma, e onde será celebrada a missa junto com os 75 presos e os que trabalham no centro.

Desse modo, repete-se uma tradição que Francisco mantinha quando era arcebispo de Buenos Aires. Em seu primeiro ano de Pontificado, o Papa lavou os pés de doze menores encarcerados em uma prisão romana. No ano seguinte, fez o mesmo com doze deficientes de diferentes idades, nacionalidades e religiões, de um centro de ajuda. Em 2015, repetiu o rito na prisão romana de Rebbibia, por fim, no ano passado, lavou os pés de 12 refugiados do centro de acolhida de Castelnuovo di Porto, na província de Roma.

O ato da Quinta-feira Santa é um dos principais da Semana Santa vaticana, que se inicia neste Domingo de Ramos e terá um de seus momentos culminantes na Sexta-feira Santa, com a tradicional Via-sacra do Coliseu, para a qual os textos serão escritos por uma mulher, a teóloga Anne-Marie Pelletier.

O pontapé de início das celebrações da Semana Santa ocorrerá com a missa do Domingo de Ramos, no próximo dia 9 de abril, com a eucaristia presidida pelo Papa Francisco na Praça de São Pedro. Após a cerimônia, cerca de 200 jovens do Panamá e da América Central receberão a cruz e o ícone de Nossa Senhora, símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), das mãos de jovens poloneses.

Na Quinta-feira Santa, 13 de abril, o Papa presidirá a Missa Crismal, às 9h30, na Basílica de São Pedro, da qual participarão sacerdotes, cardeais e bispos de toda a Itália. Como é habitual, o pontífice argentino abençoará os óleos que serão utilizados na administração dos principais sacramentos, durante o ano.

Nesse mesmo dia, à tarde, o Bispo de Roma presidirá a Missa Vespertina da Ceia do Senhor, na qual se recorda a última ceia de Jesus e lavará os pés das doze pessoas escolhidas, que representam os doze apóstolos.

Na Sexta-feira Santa, 14 de abril, Francisco estará presente na celebração da Paixão do Senhor, prevista para as 17h, na Basílica Vaticana, ao passo que à noite comparecerá ao Coliseu de Roma para presidir a Via-sacra, as quatorze estações que abarcam desde a condenação de Jesus à morte até o seu sepultamento.

No Sábado Santo, Francisco entrará em procissão na Basílica de São Pedro, com as luzes apagadas, portando o Círio Pascal para celebrar a Vigília Pascal e, finalmente, no dia 16 de abril, Domingo da Ressurreição, presidirá a missa na Praça de São Pedro, às 10h15, após a qual concederá ao mundo inteiro a benção Urbi et Orbi, ao meio-dia, que só se confere na Semana Santa, Natal e após a eleição de um Pontífice.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco voltará a lavar os pés dos encarcerados de uma prisão italiana, na Quinta-Feira Santa - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV