Bispo australiano diz que sofreu abuso sexual nas mãos do clero católico

Revista ihu on-line

Populismo segundo Ernesto Laclau. Chave para uma democracia radical e plural

Edição: 508

Leia mais

Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

Edição: 507

Leia mais

Os coletivos criminais e o aparato policial. A vida na periferia sob cerco

Edição: 506

Leia mais

Mais Lidos

  • Carta de um jovem católico: da Renovação Carismática à descoberta da Teologia da Libertação

    LER MAIS
  • Crueldade Social como política de Estado: cortes do Bolsa Família

    LER MAIS
  • Como a visão utópica do Vale do Silício pode estar levando o mundo ao capitalismo brutal

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

22 Fevereiro 2017

O bispo da Diocese de Parramatta, Austrália, falou em público pela primeira vez sobre o abuso sexual que sofreu nas mãos do clero.

Dom Vincent Long Van Nguyen falou sobre o abuso em audiência na Comissão Real em Sydney e convidou a Igreja a acabar com os títulos honoríficos e o prestigio concedido aos padres e dar mais poder aos paroquianos.

A informação é publicada por The Guardian, 21-02-2017. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

“Eu também fui uma vítima de abuso sexual cometido pelo clero quando vim, pela primeira vez, à Austrália, muito embora já fosse adulto”, disse na terça-feira o ex-refugiado vietnamita à Comissão Real que investiga as respostas institucionais a casos de abuso infantil no país.

“Essa experiência teve um impacto poderoso em mim e sobre como eu quero (...) me pôr no lugar das outras vítimas e, de fato, me esforçar para conseguir trazer justiça e dignidade a elas”.

Long, o primeiro bispo australiano de origem vietnamita, foi aplaudido durante todo o depoimento. Os sobreviventes de abusos sexuais infantis e seus entes queridos se aproximaram do religioso após a audiência para falar com ele. Alguns choravam enquanto conversavam e ouviam o bispo.

Segundo ele, títulos, privilégios e a dinâmica institucional da Igreja “alimentam a superioridade clerical e o elitismo”.

Ele igualmente disse que tinha um certo grau de confiança em que a maioria dos sobreviventes cujos casos haviam sido atendidos pela Diocese de Parramatta desde a sua chegada estavam felizes pela forma como foram tratados.

“Como posso olhar estas vítimas nos olhos e dizer que divido suas dores, que compartilho seu sofrimento sem fazer nada a meu alcance para trazer justiça, dignidade e cura a elas?”, disse.

A audiência deve continuar nesta quarta-feira.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Bispo australiano diz que sofreu abuso sexual nas mãos do clero católico