Documentário da ONU Mulheres confirma que mais de 80% de homens e mulheres consideram Brasil país machista

Revista ihu on-line

O Brasil na potência criadora dos negros – O necessário reconhecimento da memória afrodescendente

Edição: 517

Leia mais

Base Nacional Comum Curricular – O futuro da educação brasileira

Edição: 516

Leia mais

Renúncia suprema. O suicídio em debate

Edição: 515

Leia mais

Mais Lidos

  • "No Brasil, há corpo mole em relação ao Papa Francisco, mas não discordância pública". Entrevista com Jose Oscar Beozzo

    LER MAIS
  • Papa inicia viagem ao Chile com visita surpresa ao 'bispo dos pobres'

    LER MAIS
  • ''Francisco purificou a cultura pastoral de acordo com o ensinamento de Jesus.'' Entrevista com Michael Zulehner

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Novembro 2016

Na exibição do documentário Precisamos falar com os homens? Uma jornada pela igualdade de gênero, jovens estudantes, mulheres e homens demonstravam surpresa, emoções e concordância com as falas dos entrevistados do filme. O filme tem como principal objetivo, segundo os criadores, a aproximação dos homens ao tema da desigualdade. O documentário é resultado também de uma pesquisa.

A reportagem é de Sayonara Moreno, publicada por Radioagência Nacional, 04-11-2016.

O documentário é resultado de uma pesquisa feita pela ONU Mulheres, por meio da internet, e respondida por mais de 20 mil pessoas. O resultado aponta que 95% das mulheres e 81% dos homens concordam com a afirmação de que o Brasil é um país machista. Entre os homens, 3% se consideram “bastante machistas”.

Para a representante da ONU Mulheres no Brasil, Joana Chagas, chama a atenção o fato de que muitas pessoas têm conhecimento dos males do machismo e, mesmo assim, continuam reproduzindo comportamentos sexistas.

Sonora: “É uma mudança muito gradual. Por ser cultural, por ser construída, não quer dizer que é fácil de mudar. Mas a atitude de falar sobre isso e de assumir isso já é uma atitude positiva, já é um primeiro passo para uma mudança real.”

A secretária de Políticas para as Mulheres da Bahia, Olívia Santana, falou aos estudantes de escolas públicas de Salvador.
Sonora: “Muita desigualdade, a desigualdade é nacional e impacta fortemente em um estado nordestino, que tem uma trajetória patrimonialista, coronelista, colocando a mulher como propriedade do homem e isso sempre foi naturalizado. De repente, nós estamos remando contra essa maré cultural, estamos na contracultura”.

Olívia Santana destacou ainda a importância da utilização do documentário em salas de aula, empresas, institutos e até no ambiente familiar como forma de desconstruir conceitos machistas que as pessoas acabam reproduzindo inconscientemente.
A íntegra do documentário Precisamos falar com os homens? Uma jornada pela igualdade de gênero está disponível no YouTube e no site da ONU Mulheres.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Documentário da ONU Mulheres confirma que mais de 80% de homens e mulheres consideram Brasil país machista - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV