Santos confirma que o Papa irá à Colômbia no primeiro trimestre de 2017

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa lança ataque frontal ao nepotismo e ao feudalismo no Vaticano

    LER MAIS
  • Basta! Manifesto de juristas contra o governo Bolsonaro

    LER MAIS
  • “Deus, Pátria e Família”: um retorno ao futuro dentro da globalização

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


30 Setembro 2016

O presidente Juan Manuel Santos confirmou que o Papa Francisco irá à Colômbia no primeiro trimestre de 2017 e que passará quatro dias no país.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 29-09-2016. A tradução é de André Langer.

Mesmo sem confirmar as cidades que o Sumo Pontífice irá visitar, o presidente disse que os preparativos para receber o Papa no próximo ano já começaram.

“Temos uma boa notícia do Papa Francisco. Podemos confirmar que ele virá no primeiro trimestre do ano vindouro e virá à Colômbia para ficar quatro dias. É algo que nos honra muitíssimo”, confirmou Santos.

Embora já se soubesse que o Papa Francisco iria ao país no próximo ano, Santos anunciou que o Vaticano lhe confirmou que será entre os meses de janeiro e março.

Cabe recordar que o último papa que foi à Colômbia foi João Paulo II, que esteve, em 1986, em 10 cidades do país.

Agora, o Vaticano deverá confirmar em quais cidades o Sumo Pontífice estará na Colômbia, embora se especule que possa ir a Chocó.

Leia mais...

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Santos confirma que o Papa irá à Colômbia no primeiro trimestre de 2017 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV