PUC do Peru, católica e pontifícia?

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Irreverência

    LER MAIS
  • Uma prova do conclave. O próximo papa assumirá o nome da Comunidade de Santo Egídio

    LER MAIS
  • “Eu estou tirando Deus da Bíblia”. Entrevista com Marc-Alain Ouaknin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

16 Setembro 2016

Caberá ao cardeal Giuseppe Versaldi, prefeito da Congregação para a Educação Católica, no próximo dia 22 de setembro, levar à assembleia universitária a mensagem da Santa Sé a respeito da proposta de reforma do estatuto da Pontifícia Universidade Católica do Peru (PUCP).

A reportagem é de Francesco Strazzari, publicada no sítio Settimana News, 11-09-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O projeto é o resultado de alguns anos de lutas, intrigas, especulações, reuniões, campanhas midiáticas, que viram o cardeal Cipriani, arcebispo de Lima, da Opus Dei, no olho do furacão. Ele foi elaborado para buscar uma "solução consensual e definitiva". É o resultado do trabalho conjunto que envolveu uma comissão nomeada pela Santa Sé e a reitoria da universidade. Entre junho de 2015 e agosto 2016, foram realizadas várias reuniões de trabalho.

A proposta de reforma do estatuto leva em consideração cinco pontos principais: o vínculo com o direito canônico, a participação institucional da Igreja na universidade, as normas ligadas às atividades da universidade, as eleições da reitoria e as questões referentes às finanças e à economia.

A proposta deverá ser apresentação para a aprovação da assembleia universitária, na qual os cinco bispos eleitos pela Conferência Episcopal Peruana voltaram a ocupar o seu lugar e a ter um papel importante. Haviam sido removidas as qualificações de "católica" e de "pontifícia" da universidade.

Depois, a proposta voltará a Roma, e caberá ao papa a última palavra. O cardeal Cipriani foi removido e disse estar disposto a acolher qualquer decisão do papa. Nas palavras.

Leia mais:

Cardeal deixa de ser grão-chanceler da PUC do Peru: "O papa me removeu"

Vaticano e PUCP: chega a comissão enviada pelo Papa

Peru. Em setembro, a comissão papal estará na PUC

Um golpe duro contra o cardeal Cipriani

O cardeal Cipriani perde o controle da Universidade Católica Peruana

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

PUC do Peru, católica e pontifícia? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV