Prevenção ao suicídio indígena também é foco do Setembro Amarelo

Revista ihu on-line

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Variante delta vai se espalhar, mas não aprendemos com os erros’, alerta epidemiologista

    LER MAIS
  • A ameaça do obscurantismo contra as humanidades

    LER MAIS
  • O desencanto atual do “quarto homem”. Artigo de Enzo Bianchi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Setembro 2016

Brasil Rural aborda o suicídio entre indígenas. O problema é mais acentuado nas etnias Ticuna, Guarani Kaiowá e Karajá.

A reportagem é publicada por Rádio Nacional de Brasília, 14-09-2016.

O Setembro Amarelo é uma campanha, criada em 2014, que busca concientizar sobre a prevenção do suicídio. Por isso, o Brasil Rural traz o problema ao debate e aborda o suícidio no caso dos indígenas. Sobre o assunto, foi entrevistada a antropóloga e assessora do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), Lúcia Helena Rangel.

Ouça o áudio aqui

A especialista explica que o índice de suicídios entre indígenas é mais acentuado em comparação ao resto da sociedade brasileira. Diz também, que o problema é mais comum entre os jovens e com os homens. De acordo com a antropóloga, a falta de demarcação de terra é apontada como um dos motivos para o suicídio indígena.

Leia mais...

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Prevenção ao suicídio indígena também é foco do Setembro Amarelo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV