PSOL lança Erundina à presidência da Câmara

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • Bispos latino-americanos levantam a voz pela Amazônia

    LER MAIS
  • Bolsonaro pode ser responsabilizado por crime contra humanidade

    LER MAIS
  • Enquanto Amazônia arde, governistas e ruralistas aprovam mais incentivos à devastação no Senado

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Julho 2016

O PSOL decidiu lançar, na noite desta segunda (11), a candidatura da deputada Luiza Erundina para concorrer à presidência da Câmara, após notícias de que alas do PT e PCdoB estariam negociando apoio a Rodrigo Maia (DEM) para fomentar um racha na base governista de Michel Temer (PMDB), que apoia, nos bastidores, o deputado Rogério Rosso (PSD).

"O PSOL lança uma candidatura mulher, com as minhas características, que será a primeira candidata a presidente desta Casa, com chances reais de ganhar se conseguirmos fazer chegar a nossa voz aos partidos de nosso campo político, para construir unidade, consenso e capacidade de força política para responder àquilo que a sociedade espera de nós", disparou Erundina, momentos antes de protocolar a candidatura na Câmara.

A informação é publicada por Jornal GGN, 11-07-2016.

No discurso de lançamento, deputados do PSOL reforçaram que Erundina é a única candidata que pode unir os partidos de esquerda com aqueles que querem limpar a imagem da Câmara e estabelecer uma presidência com histórico de relações éticas.

"A Câmara é a casa do povo, mas lamentavelmente ela não vem se comportando nem se relacionando com a sociedade de forma a validar esse conceito. O povo vem sendo cerceado na liberdade de acesso à Casa. E, mais que isso, a Casa tem dado as costas à sociedade, e não tem encaminhado os temas de interesse da maioria do povo brasileiro", disse Erundina, citando as reformas política e tributária.

Erundina ainda fez questão de dizer que sua candidatura é a única com verdadeira relação de independência com o governo interino de Michel Temer (PMDB). "Nossa candidatura não terá compromisso nem com presidente interino e nem com o ex-presidente que está para ser cassado por essa Casa. Nosso compromisso é com o povo, com a real independência do Poder Legislativo, e com uma pauta que é aquela que se contrapõe ao ajuste fiscal".

O deputado Glauber Rocha disparou contra a possibilidade de o PT apoiar Rodrigo Maia (DEM), mesmo com dissidentes afirmando que não darão votos a quem apoiou o "golpe" do impeachment.

"Quem é parlamentar da esquerda popular não pode cogitar nem de longe apoio de candidato do Democratas, Rodrigo Maia. Quem apoia candidatura de campo popular, que pode resgartar a credibilidade da Câmara dos Deputados é Luiza Erundina. A gente espera que a esquerda não flerte com candidatura de Rodrigo Maia, porque isso seria completamente inconcebível", disse Rocha.

Ivan Valente disse que o PSOL vai procurar "todos os democratas, socialistas e aqueles que querem ética e mudança social para valer", para que apoiem Erundina formalmente.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

PSOL lança Erundina à presidência da Câmara - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV