Requião diz que Dilma vacila: "É plebiscito ou a vaca vai pro brejo"

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Do samba ao funk, o Brasil que reprime manifestações culturais de origem negra e periférica

    LER MAIS
  • ASA 20 Anos: Água potável é vida e bênção para a infância do Semiárido

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Cesar Sanson | 30 Junho 2016

O senador Roberto Requião (PMDB) disse que a presidente Dilma Rousseff (PT) está sendo "mal assessorada" e que "vacila" sobre assumir o compromisso de apoiar novas eleições, como forma de barrar a aprovação do impeachment no Senado.

A reportagem é publicada por Jornal GGN, 29-06-2016.

Segundo o blogueiro Esmael Morais, Requião oferece nesta quarta (29) um jantar ao chamado G-30, bloco parlamentar formado por "desenvolvimentistas" que não concordam com a política econômica do interino Michel Temer e poderiam ajudar Dilma a retomar o poder, caso a petista se comprometesse com a proposta de plebiscito por novas eleições.

Para Requião, só um "acordo de senadores lúcidos e nacionalistas pode resolver o impasse." É isso ou aguardar "a outra solução, [que] se dará nas ruas com o desespero aos abusos do capital."

Em entrevista publicada pela Agência Brasil nesta semana, Dilma disse que não está fechado o compromisso em torno de novas eleições, pois o assunto ainda está em discussão entre movimentos sociais. Setores ligados ao PT, segundo relatos divulgados na imprensa nas últimas semanas, têm resisto à proposta por entender que seria validar o "golpe do impeachment".

Para Requião, o racha no PT também cumpre outro papel: "Setores de PT pretendem a incineração final de Dilma na esperança de lançar Lula [em 2018]. Erro que incinera a democracia e aliena a soberania."

Para o senador, é preciso uma mudança "radical" da política econômica e um plebiscito. "Caso contrário, a vaca vai pro brejo."

Requião integra uma frente parlamentar lançada nesta terça (28) para se opor ao governo interino do presidente Michel Temer e barrar o impeachment. O senador Lindbergh Farias (PT) será o líder do grupo. Na Câmara, Jandira Feghali (PCdoB) será comandante de frente semelhante.

Do blog do Esmael Morais

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) reúne nesta quarta (29), em jantar na casa dele, em Brasília, o “G-30” — o grupo de 30 senadores desenvolvimentistas que podem mandar o interino Michel Temer (PMDB) para a casa.

Requião alertou ontem (28) que o vacilo da presidente eleita Dilma Rousseff, que não apresenta logo a proposta de plebiscito e mudança na economia, poderá significar a continuidade do golpe de Estado. O senador peemedebista disse que a “solução Temer” para a economia, reprovada por 70% dos brasileiros, segundo pesquisas, não é bem vista pelos senadores.

Requião afirmou que o fracasso do jantar de ontem na casa do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), com a presença do ministro da Fazenda Henrique Meirelles, foi sintoma dessa desconfiança do Senado. “Afinal os senadores perceberam que Meirelles é exatamente o que sempre foi durante os últimos 13 anos: uma espécie de Janaina da economia?”, comparou o senador do PMDB.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Requião diz que Dilma vacila: "É plebiscito ou a vaca vai pro brejo" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV