O arcebispo de Dublin se diz a favor de sacerdotes casados, “Poderia ser importante nos países missionários”

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Cultura do descarte e do ódio’ de governantes atuais lembra Hitler, confessa papa Francisco

    LER MAIS
  • O que suponho que Lula deveria dizer. Artigo de Tarso Genro

    LER MAIS
  • Bolívia. Breve reflexão a partir do golpe de Estado de 10 de novembro de 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

28 Abril 2014

O arcebispo de Dublin sinalizou abertura para o debate sobre a ordenação de homens casados.

Em entrevista após uma celebração de Páscoa, Dom Diarmuid Martin se referiu aos comentários feitos por Dom Erwin Kräutler. Erwin disse que o Papa Francisco está aberto para ouvir sugestões das conferências episcopais nacionais a respeito de ordenar “viri probati” (homens de caráter comprovado).

A reportagem é de Sarah Mac Donald, publicada por The Tablet, 23-04-2014. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

“O papa disse estar aberto a esta questão; disse que quer ouvir as Igrejas locais. Acrescentou, porém, que nenhuma Igreja local, nenhuma Igreja nacional, deveria decidir sobre isso por conta própria”, contou Diarmuid ao jornal Irish Independent.

No entanto, o arcebispo disse que iria “esperar e ver” o que o Papa Francisco irá fazer, embora tenha sugerido que a ordenação de homens casados seria bastante importante em países missionários.

Dom Diarmuid descartou a ordenação de mulheres, dizendo que este assunto “não está em pauta neste momento”, e sugeriu que a contribuição dos diáconos precisa ser mais explorada assim como as formas como padres e leigos poderiam colaborar mais produtivamente nas paróquias.

Numa conversa em separado, o arcebispo revelou que o número de sacerdotes na arquidiocese de Dublin caiu para 400 pela primeira vez. Hoje há 250 padres diocesanos ativos para dar conta de 199 paróquias.

Em sua homilia na missa do crisma, o arcebispo reconheceu que muitas das funções que os padres costumavam exercer na Igreja já foram “assumidas por leigos, homens e mulheres”, embora grande parte do apoio social que tradicionalmente o clero recebia esteja enfraquecido.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O arcebispo de Dublin se diz a favor de sacerdotes casados, “Poderia ser importante nos países missionários” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV