Crise alimentar atinge a África Central e Ocidental

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • O Sínodo Mundial é uma preparação para um futuro Concílio, afirma arcebispo de Praga

    LER MAIS
  • Müller também se recusa, na 'TV do diabo', a participar do Sínodo

    LER MAIS
  • Desmatamento na Amazônia já chega a quase 9 mil km² em 2021, mostra Imazon

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Abril 2021

 

No período de escassez na África Ocidental e Central, que vai de junho a agosto, mais 31 milhões de pessoas sofrerão de insegurança alimentar por razões de clima, alta de preço dos alimentos, conflitos armados e restrições impostas pelo covid-19.

A reportagem é de Edelberto Behs, jornalista.

O alerta é do Programa Mundial de Alimentos (PMA) que solicitou ação imediata da comunidade internacional para evitar que a falta de comida provoque uma catástrofe na região. O Sahel já contabiliza mais de 5 milhões de crianças com desnutrição aguda.

Em Serra Leoa a desvalorização da moeda disparou o preço dos produtos básicos. O arroz chegou a aumentar 70%. A escalada da violência e os deslocamentos na África Ocidental agravam a situação alimentar na Nigéria, Burquina Fasso, Mali, Níger, República Centro-Africana e Camarões.

Imagem: Zona Azul | África Ocidental e Zona Vermelha | África Central

O PMA precisa de 770 milhões de dólares (cerca de 4,3 bilhões de reais) para socorrer 19 países da região nos próximos seis meses e alcançar 18 milhões de pessoas, onde pelo menos 68% estão em crise alimentar e precisam de resposta emergencial imediata.

 

Leia mais 

 

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Crise alimentar atinge a África Central e Ocidental - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV