José M. Castillo aos que furam a fila de vacinação: “os primeiros serão os últimos”

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • É preciso um lockdown nacional. Com urgência

    LER MAIS
  • O rosto feminino de Deus. Uma leitura do Salmo 22. Artigo de Lidia Maggi

    LER MAIS
  • O lugar da universidade brasileira. Palestra de Marilena Chaui

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Fevereiro 2021

Os bispos de Mallorca, Tenerife e Orihuela-Alicante, que se somaram (“legalmente”) ao de Córdoba, vacinaram-se contra o vírus da pandemia que nos atinge. Servindo-se do cargo que ocupam, adiantaram-se a milhões de cidadãos, que vivem angustiados diante do possível contágio que ameaça a todos nós.

O comentário é de José María Castillo, teólogo espanhol, publicado por Religión Digital, 06-02-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Sem dúvidas, esses bispos fizeram o que fizeram não só com a consciência tranquila, mas também com o convencimento de que isto é o que tinham que fazer. Para ser mais úteis nas dioceses que governam e nos muitos, e importantes, assuntos que precisam enfrentar e resolver. Até aqui, estamos de acordo.

O problema que vejo é que tudo isto me parece que não se encaixa às leis vigentes em nosso país. Isto diante do todo. Mas, ao se tratar de bispos, a coisa se complica. Porque os bispos – segundo a teologia mais ortodoxasão os sucessores dos apóstolos. E o Evangelho diz-nos que o Jesus disse aos apóstolos que “os últimos serão os primeiros, e os primeiros serão os últimos” (Marcos 10, 31; Mateus 19, 30). Palavras do Senhor que iam diretamente a aqueles primeiros apóstolos. Levando em conta que, segundo explicam os estudiosos mais entendidos nos Evangelhos, esta sentença de Jesus representa e exige “a inversão das relações humanas” (Bultmann, H. G. Link, J. Baumgarten).

Tendo em vista fatos como estes, compreende-se que exista tanta gente que não quer nem escutar falar de religião. De “humanidade”, de “testemunho” e de “Evangelho”... “parole, parole!, parole!” (1).

 

Nota do IHU:

1.- O teólogo espanhol reproduz aqui o que disse o Papa Francisco no Angelus, domingo, 31 de janeiro de 2021, citando a cantora italiana Mina. A tradução portuguesa pode ser “blá, blá, blá!”. Ver aqui.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

José M. Castillo aos que furam a fila de vacinação: “os primeiros serão os últimos” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV