Moçambique. Francisco, ao bispo de Cabo Delgado: “O que posso fazer por vocês?”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais 'angelicalidade': a soberba, o ódio”. Entrevista do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Digital, serial, algorítmica, a cultura do século XXI chegou

    LER MAIS
  • Ômicron, natureza e arrogância humana: uma guerra entre patógenos e humanos. Artigo de Alexandre A. Martins

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Agosto 2020

"O Papa disse que recordava muito bem de sua visita a Moçambique e que, naquele momento, já estava preocupado com Cabo Delgado. Avisou que, para o que precisarmos, podemos nos dirigir ao cardeal Czerny", relata dom Luiz Fernando Lisboa, bispo da diocese de Pemba, Moçambique, capital da província de Cabo Delgado, sobre o telefonema que recebeu do papa Francisco. O relato é publicado por Religión Digital, 20-08-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

Eis o relato.

Hoje, 19 de agosto de 2020, às 11h29, para minha surpresa e alegria recebi uma ligação de Sua Santidade, o papa Francisco que me deu um grande consolo. Disse-me que está muito próximo do bispo e de todo o povo de Cabo Delgado, que segue a situação de nossa província com grande preocupação e que esteve rezando por nós.

Disse-me também que o bispo deveria lhe dizer se há algo que ele possa fazer. Agradeci muito por este gesto e por mencionar a crise humanitária que vive a Província de Cabo Delgado durante a bênção Urbi et Orbi, que pronunciou no dia da Páscoa, em 12 de abril.

Disse-lhe que depois de sua menção a Cabo Delgado, havia muito mais interesse de todos (países, dioceses de várias partes do mundo, congregações religiosas, organizações internacionais, indivíduos) tanto de dentro como de fora de Moçambique, e que a partir de então Cabo Delgado voltou ao mapa porque parecia que já não estava mais ali: “Que bom!”.

Contei ao Papa sobre a difícil situação de Mocímboa da Praia, que está sendo tomada pelos insurgentes, e de que dois religiosos da Congregação de San José de Chamberry, que trabalham ali, estão há uma semana sem contato com a Diocese, ao que o Papa respondeu: “Que triste!”. Prometeu rezar por essa intenção também.

O Papa disse que recordava muito bem de sua visita a Moçambique e que, naquele momento, já estava preocupado com Cabo Delgado. Avisou que, para o que precisarmos, podemos nos dirigir ao cardeal Czerny, do Dicastério do Desenvolvimento Humano e Integral.

Assegurei-lhe nossa proximidade, e disse-lhe que rezamos pelo Papa todos os dias. Finalmente, ele me disse que está conosco e nos animou: “Em frente! Continue!”. Para concluir nossa conversa, enviou sua bênção apostólica a todo o povo de Cabo Delgado e Moçambique.


Mapa da África Austral com destaque a Moçambique. Fonte: Wikicommons


Mapa de Moçambique, destaque para Cabo Delgado e Pemba. Fonte: Wikicommons

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Moçambique. Francisco, ao bispo de Cabo Delgado: “O que posso fazer por vocês?” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV