Leitura da Bíblia reduz pena de presidiário no Maranhão

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Müller também se recusa, na 'TV do diabo', a participar do Sínodo

    LER MAIS
  • Aquele que veio para desconstruir e devastar - Frases dia

    LER MAIS
  • A era de incerteza do pontificado de Bergoglio e a supremacia da religião 'faça você mesmo'. Artigo de Marco Politi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Agosto 2020

A Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema) aprovou, com a totalidade dos votos de parlamentares presentes à sessão, projeto da deputada Mical Damasceno (PTB) que reduz a pena de presidiários que lerem a Bíblia. O livro sagrado deve fazer parte, obrigatoriamente, do acervo de todos os estabelecimentos penais do Estado.

A reportagem é de Edelberto Behs, jornalista. 

A Bíblia sempre foi agente de transformação na vida das pessoas. Ela é o nosso alicerce, servindo de base, inclusive, para muitas constituições democráticas, a exemplo da nossa Carta Magna de 1988. O Evangelho de Cristo e a ministração da Palavra têm feito a diferença na vida de muitos detentos, por meio do trabalho missionário que é feito nos presídios”, justificou a deputada, segundo o Portal G1.

O projeto estabelece que a cada leitura de um livro do Novo ou do Antigo Testamento, num limite de 12 livros por ano, o preso terá sua pena reduzida em quatro dias. “Nada melhor do que permitir também que a Bíblia ajude na redução de pena e, consequentemente, seja meio de transformação na vida daqueles que desejam mudar suas vidas durante e após o cumprimento de sua pena”, explicou Mical. São Paulo e Ceará já contam com projetos idênticos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Leitura da Bíblia reduz pena de presidiário no Maranhão - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV