Filme “As Irmãs de Nagasaki” ganha prêmio internacional

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • O cardeal filipino Luis Antonio Tagle, a reforma da Igreja e o próximo pontificado

    LER MAIS
  • “30% dos eleitos para serem bispos rejeitam a nomeação”, revela cardeal Ouellet, prefeito da Congregação para os Bispos

    LER MAIS
  • Vivemos uma ‘psicopatia difusa’ na política brasileira, diz psicanalista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Agosto 2019

Um cineasta do Quebec, Canadá, Alain Vézina, recebeu um “Reconhecimento Especial” pelo seu documentário “As Irmãs de Nagasaki” (“Les sœurs de Nagasaki”), sobre um grupo de freiras católicas que sobreviveram à bomba atômica que foi lançada sobre Nagasaki há 74 anos.

A reportagem é publicada por Independent Catholic News, 07-08-2019. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O filme recebeu o prêmio no IX International Uranium Film Festival, realizado no cinema do prestigiado Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

(Foto: Divulgação)

O júri do festival escreveu: “Com imagens de arquivo únicas, Alain Vézina conta habilmente uma extraordinária história sobre as vítimas e os sobreviventes da bomba atômica (Hibakusha) que ainda não havia sido contada”. O diretor do festival, Norbert G. Suchanek, disse que o público selecionado ficou muito impressionado com o filme.

As Irmãs de Nagasaki” conta a história real de oito freiras católicas do Quebec que sobreviveram à bomba atômica de Nagasaki, no Japão, em 9 de agosto de 1945. Elas haviam sido mantidas prisioneiras pelos japoneses, junto com outros. A bomba libertou essas mulheres, mas as prendeu em uma prisão da mente devido às suas memórias traumáticas desse holocausto nuclear. Algumas dessas freiras escreveram relatos fatigantes sobre o seu cativeiro e a sua terrível conclusão.

Esses preciosos documentos, muitos dos quais nunca haviam sido divulgados antes, mostram-nos que os prisioneiros não só testemunharam a devastação causada pela bomba, mas também intervieram para ajudar os sobreviventes, especialmente as crianças.

Muitos anos depois, algumas freiras canadenses sucumbiram aos efeitos de longo prazo da exposição à radiação, juntando-se às fileiras das 74 mil vítimas de Nagasaki.

Alain Vézina disse: “É um assunto que estava na minha cabeça há vários anos, mas eu sempre tinha outros projetos. Mas é um assunto lindo, é uma história que merece ser contada”.

Foram necessários dois anos para pesquisar e finalizar o filme. “Inicialmente, havia apenas uma dezena de fotografias, nada mais.” No fim, ele recebeu uma resposta de uma velha freira de 98 anos, que guardava álbuns de fotografias que praticamente ninguém jamais havia visto.

- Les sœurs de Nagasaki, Canadá, 2018. Diretor/produtor: Merlin Films, 52 min, francês, legendas em inglês.

Assista a um trailer abaixo:

The Sisters of Nagasaki-Trailer from Alain Vezina on Vimeo.

* * *

O International Uranium Film Festival é o único festival anual de filmes que destacam as questões nucleares e radioativas: a cadeia do combustível nuclear, a mineração de urânio, as bombas atômicas, as usinas nucleares, os resíduos nucleares e os acidentes nucleares: de Hiroshima a Fukushima.

O primeiro International Uranium Film Festival foi realizado em maio de 2011, no Rio de Janeiro. Desde então, tornou-se um evento global com exibições de festivais ao redor do mundo.

O festival não tem grandes patrocinadores da indústria e depende principalmente de doações.

Para mais informações ou se você gostaria de apoiá-lo, acesse aqui. E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Filme “As Irmãs de Nagasaki” ganha prêmio internacional - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV