Grandes cercas de peixes usadas em mares tropicais estão causando extensos danos sociais, ecológicos e econômicos

Revista ihu on-line

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Mais Lidos

  • Bispo brasileiro diz que ordenará mulheres ao diaconato se papa permitir

    LER MAIS
  • Príncipe Charles e Bolsonaro: as duas faces da “diplomacia” dos santos

    LER MAIS
  • Nobel de Economia vai para três estudiosos “comprometidos com a luta contra as pobrezas e as desigualdades sociais”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Maio 2019

As cercas de peixe são um tipo comum de equipamento de pesca tradicional, construído regularmente a partir de varas de mangal e redes que abrangem centenas de metros, que são colocadas semi-permanentemente em habitats pouco profundos.

A informação é de Swansea University, publicada por EcoDebate, 22-05-2019. A tradução e edição são de Henrique Cortez.

Usando métodos ecológicos, sociais e de sensoriamento remoto, a equipe de pesquisa examinou os desembarques de cercas de peixes durante um período de 15 anos e avaliou a saúde das condições das ervas marinhas, mangues e habitats de recife locais.

O Dr. Richard Unsworth, da Swansea University, co-autor do estudo, explicou: “Essas cercas, comuns nos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico, são tão grandes que podem ser vistas do espaço usando o Google Earth. Porque eles são unselective, eles pegam mais de 500 espécies, muitos como bebês ou que são de preocupação de conservação. Não é surpreendente que estas pescarias tenham um impacto desastroso nos ecossistemas marinhos tropicais, tais como pradarias de ervas marinhas, mangais e recifes de coral.

“Durante um período de 10 anos, a densidade local de peixes de recife diminuiu pela metade como resultado dessas pescarias. A gestão das pescas visa frequentemente as artes de pesca comerciais e industriais e permite a utilização de artes de pesca mais tradicionais, muitas vezes referidas como “sustentáveis”. Este trabalho desafia essa suposição. ”

Gabby Ahmadia, do World Wildlife Fund e coautora do estudo, disse: “Este estudo demonstra o amplo impacto das cercas de peixe, que são freqüentemente usadas em alguns dos países mais pobres do mundo, onde a dependência de recursos marinhos é alta. Nossa pesquisa revela que algumas dessas cercas de pesca tradicionais têm um impacto muito maior do que pensávamos inicialmente, e precisamos trabalhar com comunidades e governos locais para identificar soluções que possam apoiar a prática tradicional, mas também promover a pesca sustentável e proporcionar benefícios equitativos para as pessoas”.

O Dr. Dan Exton, da Operação Wallacea e principal pesquisador do estudo, disse: “O manejo de pesca não é apenas sobre quantos peixes estão sendo capturados, é sobre como esses peixes estão sendo removidos e sobre os impactos de longo alcance de uma única técnica de pesca. . Governos, organizações governamentais nacionais e comunidades precisam direcionar os esforços de manejo para técnicas de pesca que estão tendo os impactos mais prejudiciais. Isso poderia ajudar com a sustentabilidade e até mesmo aumentar a resiliência de curto prazo às mudanças climáticas ”.

O estudo ‘Artisanal fish fences pose broad and unexpected threats to the tropical coastal seascape‘, foi publicado na Nature Communications.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Grandes cercas de peixes usadas em mares tropicais estão causando extensos danos sociais, ecológicos e econômicos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV