Thomas Merton na oração inter-religiosa desta semana

Revista ihu on-line

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco entrega sua cruz peitoral à comunidade de Brumadinho

    LER MAIS
  • "Vamos guardar o pessimismo para tempos melhores". Entrevista com Frei Betto

    LER MAIS
  • A opção Mourão: Kant contra Bolsonaro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

11 Outubro 2018

Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade. Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora.

Amor Puro

O Senhor Deus está presente
quando o novo dia se reflete
na umidade do capim novo.
O Senhor está presente
em pontos onde existem flores silvestres
que só Ele conhece.
O Senhor Deus passa de repente no vento,
no instante em que a noite reflui para dentro do chão.
Aquele que é infinitamente grande
deu a Seus filhos participação em sua própria inocência.
Ele é o mais gentil dos amantes:
Aquele cuja pura chama respeita todas as coisas.
Deus que possui todas as coisas,
deixa-as inteiramente entregues a si mesmas;
nunca as toma para Si,
como nós fazemos,
provocando sua destruição (...).
Ele viu que todas as coisas eram boas,
mas não Se aproveitou delas.
Viu que todas as coisas eram lindas,
mas não as desejou.
Seu amor não é como o nosso.
Seu amor não é possessivo.
Seu amor é puro
porque de nada necessita.

Fonte: Thomas Merton. O Signo de Jonas. São Paulo/Rio de Janeiro: Mérito, 1954, p. 390


Thomas Merton | Foto: cbs.org

Thomas Merton (1915-1968): Monge trapista, místico, artista plástico, defensor do diálogo inter-religioso e importante escritor, com mais 70 livros publicados sobre espiritualidade, dos quais 40 estão em português, entre eles, “A montanha dos sete patamares” (Editora Vozes, 2005). Manteve contato com líderes espirituais e intelectuais, e foi principalmente ligado ao Budismo e às questões políticas. Tornou-se “inabalável” na sua busca constante por Deus, fato retratado pelas orações que escrevia. Em 10 de dezembro de 2018 faz-se memória aos 50 anos da morte de Merton. 

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Thomas Merton na oração inter-religiosa desta semana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV