9 de junho de 1979

Revista ihu on-line

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

No Brasil das reformas, retrocessos no mundo do trabalho

Edição: 535

Leia mais

Mais Lidos

  • Usada por Moro e Dallagnol, tese de alteração das mensagens está cada vez mais fraca

    LER MAIS
  • “Quem disser ‘amo a Deus’, mas odeia o irmão, é mentiroso”. Entrevista com Leonardo Boff

    LER MAIS
  • Resistência política dá o tom da parada LGBT de São Paulo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Junho 2019

Juan Morán. México, †1979

Sacerdote mexicano entre los indios Mazahuas, en San Pedro el Alto. Asesinado a tiros en la carretera, cuando intenta auxiliar a unas mujeres que unos individuos llevan en una camioneta, a la que simplemente se acerca a pedir explicaciones. Muere junto con delegado de otro pueblo. Su vida fue de total entrega a los mazahuas, para promoverlos en todo sentido. Se le acusa de política partidista y de ser activo revolucionario. Más de 300 indígenas de 5 comunidades hacen un sentada de 4 días frente al palacio de Gobierno en Toluca, capital del Estado. Quieren el esclarecimiento de su muerte y el castigo de los culpables.

Pe. JUAN MORÁN
Mártir em defesa dos índios mazahuas

Juan Morán, padre mexicano entre os índios mazahuas em San Pedro el Alto. Morto a tiro na estrada, ao tentar ajudar algumas mulheres que eram levadas em uma van por alguns indivíduos, que simplesmente se acercou para pedir explicações.

Sua vida foi de total entrega aos mazahuas, para promovê-los em todos os sentidos. E por promover a justiça ele era acusado de ser ativo revolucionário e fazer política partidária.

Por ocasião de seu martírio, mais de 300 indígenas de 5 comunidades ficaram quatro dias sentado na frente do palácio do governo em Toluca, capital do Estado, exigindo esclarecimentos por parte do governo da morte do Pe. Juan e também punição para os culpados.

Texto elaborado por Tonny, da Irmandade dos Mártires da Caminhada

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

9 de junho de 1979 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV