Papa e Trump aos beijos: surge um novo grafite em Roma

Revista ihu on-line

Bioética e o contexto hermenêutico da Biopolítica

Edição: 513

Leia mais

Revolução Pernambucana. Semeadura de um Brasil independente, republicano e tolerante

Edição: 512

Leia mais

Francisco Suárez e a transição da escolástica para a modernidade

Edição: 511

Leia mais

Mais Lidos

  • Pro Pope Francis: carta aberta de apoio ao Papa Francisco

    LER MAIS
  • Papa Francisco: "Ante a escandalosa corrupção e os enormes problemas sociais, o Brasil precisa que seus padres sejam sinal de esperança"

    LER MAIS
  • Autocrítica do Magistério e reforma da Igreja. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

13 Maio 2017

Um grafite em tamanho real que representa o Papa Francisco com uma auréola beijando o presidente estadunidense, Donald Trump, apareceu em um muro perto do Vaticano nessa quinta-feira, 10, menos de duas semanas antes de eles se reunirem.

A reportagem é do sítio Religión Digital, 12-05-2017. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O mural, que foi pintado em papel e colado na parede durante a noite, foi o último trabalho de artistas de rua que representam o papa em Roma nos últimos meses.

Este mostra Francisco com um crucifixo simples em volta do pescoço, abraçando Trump, que usa um relógio de ouro e carrega um revólver em um coldre. A auréola do papa é da mesma cor amarela brilhante do cabelo do presidente dos Estados Unidos, e ambos aparecem dando um beijo na boca.

O título escrito na base da batina do papa diz: “O bem perdoa o mal”. Está assinado “TVBoy”, que se acredita ser o artista de rua italiano Salvatore Benintende.

“É muito provocativo, mas não muito chocante para alguém que vem dos Estados Unidos”, disse um turista de Burbank, Califórnia, que só deu seu primeiro nome, Victor.

O mural foi colado em uma parede em uma rua chamada Via del Banco di Santo Spirito, ao longo do Rio Tibre. Francisco e Trump se reunirão no Vaticano no dia 24 de maio, enquanto o presidente estiver em turnê na Arábia Saudita, Israel, Itália e Bélgica.

Os últimos grafites que retratam o papa foram removidos por um grupo especial de Roma conhecido como “The Decorum Squad”. No passado, a equipe apagou um grafite que retratava o papa como um artista grafiteiro dissimulado, pintando sinais de paz nas paredes, e outro que o mostrava como o herói dos quadrinhos Super-Homem.

Os meios de comunicação locais criticaram o grupo por eliminar a arte popular, enquanto os “pixos” antiestéticos atormentam muitos edifícios e pilhas de lixo se acumulam nas calçadas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Papa e Trump aos beijos: surge um novo grafite em Roma