Dora Ferreira da Silva na oração inter-religiosa desta semana

Revista ihu on-line

Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

Edição: 507

Leia mais

Os coletivos criminais e o aparato policial. A vida na periferia sob cerco

Edição: 506

Leia mais

Giorgio Agamben e a impossibilidade de salvação da modernidade e da política moderna

Edição: 505

Leia mais

Mais Lidos

  • A morte anunciada (e nunca ocorrida) do neoliberalismo. Artigo de Roberto Esposito

    LER MAIS
  • “Sinto-me o cardeal de Romero. Ele é um ícone da Igreja”, afirma novo purpurado de El Salvador

    LER MAIS
  • A técnica avança rápido demais e vai mudar nossa alma. Entrevista com Gianfranco Ravasi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

12 Maio 2017

Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade. Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora - MG.

O inominado


Anoitecer (Foto: Henrique Teixeira | Arquivo Pessoal)

Não se pode dizer que és belo.
És único.
Tua face ameaçaria nosso olhar.
Tocas as telas do visível,
permaneces no limiar das tendas.

Se te aproximas,
transbordam os celeiros
para nossas mãos, pequenas.

À tua imagem sucumbimos
e à ferida da distância.


Fonte: Dora Ferreira da Silva. Uma via de ver as coisas. São Paulo: Livraria Duas Cidades, 1973, p. 96


Dora Ferreira | Foto: Templo Cultural Delfos

Dora Ferreira da Silva (1918-2006) é uma das grandes vozes da poesia brasileira. Poeta, tradutora e ensaísta, com vários livros editados, sendo sua obra completa editada pela Topbooks: Poesia Reunida (com 484 páginas). Foi duas vezes premiada com o Jabuti. Aclamadas são também suas traduções de João da Cruz, Tauler, Rilke e Hölderlin, bem como sua tradução e comentários da obra Elegias de Duíno, de Rilke, já na sexta edição (Editora Globo, 2013). É muito ligada à dimensão espiritual, que considera traço condutor e propulsor de sua vocação poética.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - Dora Ferreira da Silva na oração inter-religiosa desta semana