Bispo que fez greve de fome ganha Prêmio pela Paz

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Cenas de um filme de terror da vida real. Os 30 anos do massacre de Ignacio Ellacuría e seus companheiros

    LER MAIS
  • Aumento de mortalidade no país está diretamente ligado a corte de verbas no SUS

    LER MAIS
  • Papa Francisco quer incluir 'pecado ecológico' na doutrina oficial da Igreja, após Sínodo da Amazônia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

23 Agosto 2008

O movimento contrário à transposição do Rio São Francisco ganhou novo alento com a decisão da Pax Christi Internacional, organização católica com sede na Bélgica, de conceder o Prêmio pela Paz de 2008 a d. Luiz Flávio Cappio, bispo de Barra (BA). A solenidade de entrega do prêmio deverá ocorrer em Sobradinho, no dia 18 de outubro, na Romaria das Águas.

A reportagem é de Ribamar Oliveira e publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, 23-08-2008.

O secretário nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Antonio Canuto, entidade que participa da Pax Christi Internacional, disse ontem que a entrega do prêmio a d. Luiz “coloca em pauta novamente a transposição do São Francisco”. Ele contou que o bispo só aceitou receber o prêmio como manifestação de apoio a todos que lutam contra o projeto.

Esta será a primeira vez, segundo Canuto, que a instituição fará a entrega do prêmio no país do agraciado. A Pax Christi é uma organização católica não-governamental e sem fins lucrativos, que iniciou os seus trabalhos em 1945, com o objetivo de promover a conciliação dos povos. O brasileiro Sergio Vieira de Mello, representante especial da ONU no Iraque, assassinado em ato terrorista, ganhou o prêmio em 2004.

D. Luiz fez duas greves de fome contra a transposição do Rio São Francisco. A primeira em 2005 e a segunda, em 2007. Em entrevista ao Estado, por telefone, ele disse ontem que “o prêmio é uma crítica contundente ao projeto absurdo da transposição - a Pax Christi está valorizando quem luta pela vida, pelos direitos humanos e pelo meio ambiente”.

Para ler mais:

A transposição do Rio São Francisco em debate - Cadernos IHU em formação nº 28

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bispo que fez greve de fome ganha Prêmio pela Paz - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV