Trump indica político que nega mudanças climáticas para chefiar órgão ambiental dos EUA

Revista ihu on-line

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Juventudes. Protagonismos, transformações e futuro

Edição: 536

Leia mais

Mais Lidos

  • Livro analisa os teólogos, a virada ecumênica e o compromisso bíblico do Vaticano II

    LER MAIS
  • Desigualdade bate recorde no Brasil, mostra estudo da FGV

    LER MAIS
  • Adaptando-se a uma ''Igreja global'': um novo comentário internacional sobre o Vaticano II. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Dezembro 2016

O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, confirmou nesta quinta-feira (08/12) que pretende indicar para chefiar a Agência de Proteção Ambiental (APA) do país o procurador-geral do Estado de Oklahoma, Scott Pruitt, cético das mudanças climáticas. A nomeação precisa ser aprovada pelo Senado, onde há forte resistência a Pruitt.

A informação é publicada por Opera Mundi, 08-12-2016.

Pruitt tem ótimas qualificações e bom histórico como procurador-Geral do Oklahoma, e havia uma série de candidatos qualificados para esse cargo em particular que o presidente eleito entrevistou, mas acabou decidindo por ele”, disse à imprensa Kellyanne Conway, gerente de campanha do empresário republicano.

“Durante muito tempo a APA gastou o dinheiro da população que paga impostos numa agenda fora de controle e contrária à geração de energia que destruiu milhões de empregos”, afirmou Trump, por meio de comunicado.

Segundo o empresário, Pruitt irá reverter essa tendência e “restaurar” a missão da APA de “manter nosso ar e água limpos e seguros”.

“Minha administração acredita fortemente na proteção ambiental e Scott Pruitt será um forte defensor desta missão, ao mesmo tempo em que promove novos empregos, segurança e oportunidade”, disse o novo mandatário.

Como Trump, Pruitt, um aliado da indústria de combustíveis fósseis, nega a existência de mudanças climáticas provocadas por ação humana.

Além disso, Pruitt já processou a mesma agência que irá comandar duas vezes. Uma delas dizia respeito ao processo aberto por procuradores-gerais de 28 Estados norte-americanos contra a APA por seu Plano de Energia Limpa (Clean Power Plan), principal política do presidente Barack Obama para combater os gases de efeito estufa emitidos pelo setor energético.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Trump indica político que nega mudanças climáticas para chefiar órgão ambiental dos EUA - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV