"Silence", de Scorsese, estreia no Vaticano no dia 1º de dezembro

Revista ihu on-line

Gênero e violência - Um debate sobre a vulnerabilidade de mulheres e LGBTs

Edição: 507

Leia mais

Os coletivos criminais e o aparato policial. A vida na periferia sob cerco

Edição: 506

Leia mais

Giorgio Agamben e a impossibilidade de salvação da modernidade e da política moderna

Edição: 505

Leia mais

Mais Lidos

  • A morte anunciada (e nunca ocorrida) do neoliberalismo. Artigo de Roberto Esposito

    LER MAIS
  • “Sinto-me o cardeal de Romero. Ele é um ícone da Igreja”, afirma novo purpurado de El Salvador

    LER MAIS
  • A técnica avança rápido demais e vai mudar nossa alma. Entrevista com Gianfranco Ravasi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU

close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

25 Novembro 2016

O filme, que conta as perseguições dos jesuítas no Japão do século XVII, será visto por centenas de prelados e convidados. Em Roma, o diretor vai se encontrar com o Papa Francisco.

A reportagem é do jornal La Repubblica, 23-11-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Previsto para os cinemas estadunidenses no dia 23 de dezembro e nos italianos no dia 12 de janeiro, Silence, o esperado filme de Martin Scorsese, fará a sua estreia no Vaticano no dia 1º de dezembro, na presença de centenas de jesuítas e convidados.

Adaptado a partir do romance de 1966 do escritor japonês Shusaku Endo (que já tinha sido levado para a tela grande na sua pátria em 1971), o filme conta as perseguições sofridas por um grupo de jesuítas no Japão do século XVII, interpretados por Andrew Garfield, Adam Driver and Liam Neeson, que já vestiu essa batina no histórico filme “Missão”, de Joffé.

Não está confirmada a presença do Papa Francisco na estreia do filme, mas é certo que Scorsese, provavelmente acompanhado por Adam Driver, vai se encontrar com o pontífice, e eles poderão falar sobre essa produção que coloca no centro a missão dos jesuítas, como o é o próprio Francisco.

Scorsese, além de dirigir o filme, também é coprodutor e corroteirista com Jay Cocks, com quem ele já tinha escrito “Gangues de Nova York” e “A época da inocência”.

Leia mais:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Instituto Humanitas Unisinos - IHU - "Silence", de Scorsese, estreia no Vaticano no dia 1º de dezembro