Colômbia. Jesuíta se oferece em troca de um sequestrado pelo ELN. Governo recusa a troca de reféns

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Bartomeu Melià: jesuíta e antropólogo evangelizado pelos guarani (1932-2019)

    LER MAIS
  • Bolsonaro institui o Dia do Rodeio na Festa de São Francisco de Assis

    LER MAIS
  • “O transumanismo acredita que o ser humano está em um suporte equivocado”, afirma filósofo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

22 Agosto 2016

Francisco de Roux, padre jesuíta, se ofereceu para ser trocado pelo ex-congressista Odín Sánchez, sequestrado pela guerrilha do Exército de Libertação Nacional – ELN.

A informação é publicada por Periodista Digital, 20-08-2016. A tradução é de IHU On-Line.

“ELN, me ofereço pela liberdade de Odín. Digam onde devo ir, tomem minha liberdade e soltem-no”, escreve o padre jesuíta na sua conta oficial de Twitter.

Um irmão de Odín Sánchez contou à Rádio Caracol que a família está desesperada porque não pode pagar os 925 mil euros exigidos pelo ELN para libertá-lo.

De Roux é um destacado defensor dos direitos humanos das vítimas do conflito armado e que tem colaborado para que o Governo e o ELN – integrado por antigos religiosos – iniciem um diálogo de paz.

O ELN e o Governo anunciaram em 31 de março deste ano um acordo para iniciar a fase pública das negociações de paz, mas elas não começaram porque o Executivo pede que a guerrilha renuncie ao sequestro e liberte todos os reféns, entre outras coisas.

O vice-ministro do Interior, Guillermo Rivera, rechaçou, por parte do Governo colombiano, a proposta do padre Francisco de Roux.

“O governo rechaça e condena o sequestro. Não queremos nenhum tipo de troca entre pessoas que estejam sequestradas”, afirmou Rivera.

Rivera aproveitou a oportunidade para pedir ao grupo armado um gesto de paz. “Este governo quer a paz, e o que exige ao ELN para iniciar a fase pública de conversações é que liberte as pessoas que mantém sequestradas”, reiterou.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Colômbia. Jesuíta se oferece em troca de um sequestrado pelo ELN. Governo recusa a troca de reféns - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV