Novos tempos na relação entre o carnaval carioca e a Igreja

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Propor vacinação só em março e alcançar no máximo 1/3 da população em 2021 é um crime

    LER MAIS
  • Ailton Krenak: “A Terra pode nos deixar para trás e seguir o seu caminho”

    LER MAIS
  • Covid-19: 'Pandemia no Sul caminha para agravamento sem precedentes', diz epidemiologista

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Janeiro 2016

Da coluna de Ancelmo Gois, publicada no jornal O Globo, 21-01-2016

Foto: Eduardo Hollanda

Esta bela imagem de fé é da Tia Nilda, ontem, na missa na quadra da Mocidade, em homenagem a São Sebastião. Simboliza novos tempos nas relações entre o carnaval e a Igreja. Tia Nilda, 76 anos, que há 36 desfila na Mocidade, estava devidamente paramentada como integrante da Ala das Baianas, em traje que lembra cultos africanos. Antes da chegada de Dom Orani, a Igreja no Rio praticamente satanizava o carnaval. O nosso cardeal visitou mais de uma vez a Cidade do Samba e, na semana passada, foi à quadra da Portela. Eu apoio.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Novos tempos na relação entre o carnaval carioca e a Igreja - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV