Novos tempos na relação entre o carnaval carioca e a Igreja

Revista ihu on-line

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Variante delta vai se espalhar, mas não aprendemos com os erros’, alerta epidemiologista

    LER MAIS
  • A ameaça do obscurantismo contra as humanidades

    LER MAIS
  • O desencanto atual do “quarto homem”. Artigo de Enzo Bianchi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Janeiro 2016

Da coluna de Ancelmo Gois, publicada no jornal O Globo, 21-01-2016

Foto: Eduardo Hollanda

Esta bela imagem de fé é da Tia Nilda, ontem, na missa na quadra da Mocidade, em homenagem a São Sebastião. Simboliza novos tempos nas relações entre o carnaval e a Igreja. Tia Nilda, 76 anos, que há 36 desfila na Mocidade, estava devidamente paramentada como integrante da Ala das Baianas, em traje que lembra cultos africanos. Antes da chegada de Dom Orani, a Igreja no Rio praticamente satanizava o carnaval. O nosso cardeal visitou mais de uma vez a Cidade do Samba e, na semana passada, foi à quadra da Portela. Eu apoio.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Novos tempos na relação entre o carnaval carioca e a Igreja - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV