''Então, agora eu sou o novo diretor do Observatório do Vaticano…''

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • A “cristofobia” de Bolsonaro

    LER MAIS
  • “Maciel tinha uma capacidade incrível de manipular e enganar as pessoas”, revela ex-diretora vocacional dos Legionários de Cristo

    LER MAIS
  • A sabotagem social da prisão – Um olhar sobre o sistema carcerário

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Setembro 2015

O Papa Francisco nomeou nesta sexta-feira o Ir. Guy Joseph Consolmagno, SJ como o novo diretor do Observatório do Vaticano.

Segue abaixo o comentário do Ir. Consolmagno sobre essa escolha, publicada no seu blog, Brother Guy, 19-09-2015. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre o que isso significa para mim, e também (por extensão) o que isso significará para elas, especialmente para as pessoas que me convidaram para dar palestras, participar de painéis etc., etc.

A resposta honesta é: eu ainda não sei. Eu estou no trabalho há menos de 24 horas, a maioria das quais durante um fim de semana! Deem-me um mês e eu vou ter uma ideia melhor.

Mas há algumas coisas que eu posso dizer sobre os diferentes "chapéus" que eu estarei usando e sobre como eu pretendo usá-los.

Acima de tudo, vou continuar sendo presidente da Fundação do Observatório do Vaticano.

De fato, o meu sentimento imediato sobre o Observatório é de que estamos em muito boa forma em Roma, mas precisamos de muita atenção em Tucson... Isso não porque as pessoas em Tucson não têm feito o seu trabalho, mas porque, de fato, elas o têm feito muito bem. Como resultado, agora temos um telescópio que está sendo constantemente melhorado e constantemente mais fortemente solicitado, e, portanto, um telescópio que precisa de uma fonte cada vez mais estável e segura de financiamento anual.

Então, eu pretendo passar a maior parte do ano que vem nos EUA. Existem duas razões conectadas para isso.

Primeiro, eu sempre fui sensível ao fato de que, quando o Papa Leão XIII fundou o Observatório (em 1891), ele afirmou que era para que o mundo pudesse ver claramente que a Igreja apoiava a boa ciência. Fazer a boa ciência, obviamente, é essencial para isso; caso contrário, não temos nada para mostrar. Mas o "mostrar" também é essencial. Fizemos isso de uma forma ad-hoc pelos últimos 20 anos, ao menos. Estou tentando organizar uma abordagem mais sistemática para a nossa educação e a sensibilização do público (também chamado de "EPO", Education and Public Outreach). A Fundação é o veículo óbvio para esse esforço.

Mas, além disso, se quisermos ter um financiamento estável para o nosso Observatório nos EUA, ele também tem que vir através da Fundação.

Agora, a Fundação obtém a maior parte do seu financiamento a partir de duas fontes: fundações familiares que geralmente são criadas especificamente para financiar projetos educacionais e doações pessoais que variam de dezenas a dezenas de milhares de dólares. Então, precisamos oferecer – e mostrar que estamos oferecendo – uma grande variedade de trabalho de sensibilização que as fundações podem financiar. E precisamos ir ao encontro dos doadores, especialmente dos doadores menores. Para esse fim, estamos desenvolvendo todos os tipos de programas... do Faith and Astronomy Workshop a uma série de colaborações do Ensino Médio, passando pelo nosso blog The Catholic Astronomer (www.vofoundation.org/blog).

Mas uma grande parte da nossa sensibilização sempre foi através de palestras públicas em igrejas, escolas, universidades e convenções. Em particular, eu acho que as convenções de ficção científica são um lugar ideal para mim. Acima de tudo, eu sou um antigo fã; eu tenho uma certa credibilidade com os meus colegas fãs. E esses também são os lugares onde você encontra muita gente brilhante e curiosa que gostam de ouvir sobre astronomia e situá-la no contexto humano... que, afinal, é o que torna a ficção científica especial. O contexto humano inclui a religião, em todas as suas formas, organizada, pessoal e todo o resto.

Então, vou manter a minha agenda de ir a convenções de ficção científica tanto quanto eu puder. Mas eu também preciso reconhecer que os meus outros deveres devem vir em primeiro lugar. Por exemplo, eu tinha três semanas de palestras agendadas no Reino Unido a partir do dia 21 de setembro e tive que cancelar toda essa viagem, já que o meu novo trabalho começou. Eu preciso estar aqui para assinar toda a papelada e para descobrir onde ficam as engrenagens e as alavancas do novo trabalho.

Enquanto isso... se você quiser acompanhar o que estamos fazendo, siga o blog The Catholic Astronomer. Lá, há um calendário ligado ao meu próprio calendário pessoal, para que você possa ver onde eu vou palestrar. Exceto para a viagem ao Reino Unido de que eu falei acima, eu pretendo manter todos os outros compromissos assumidos. (Exceto quando eu consegui triplicar a minha própria agenda... eu ainda não domino completamente a bilocação! Minhas desculpas às pessoas a quem eu tive de cancelar, como resultado disso.)

Estou ansioso para trabalhar com a incrível equipe e as instalações que os meus antecessores montaram. Minha tarefa vai ser majoritariamente sair do seu caminho e deixá-los voar. E isso inclui a todos que se consideram amigos do Observatório. Você deve saber que todos os bons pensamentos e os melhores votos que eu recebi de todos significaram muito para mim. (E aqueles que apoiaram de uma forma mais tangível, obrigado por isso também!)

A astronomia é uma profissão alegre, e eu tenho a intenção de me divertir nesse trabalho. Para citar E. E. Cummings, "there’s a hell of a good universe next door; let’s go!" [há um inferno de um bom universo lá fora; vamos lá].

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

''Então, agora eu sou o novo diretor do Observatório do Vaticano…'' - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV