Bispos peruanos se unem ao Vaticano e a Dom Cipriani

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Naturalizamos o horror? Artigo de Maria Rita Kehl

    LER MAIS
  • Católicas, sim, pelo Direito de Decidir!

    LER MAIS
  • Nice, consternação no Vaticano com a bofetada à fraternidade humana

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


09 Agosto 2012

A Conferência Episcopal Peruana exortou nessa quarta-feira as autoridades da "ex-Pontifícia Universidade Católica do Peru" a que acolham as disposições do Papa Bento XVI e adeque seus estatutos à Constituição Apostólica Ex Corde Ecclesiae.

A reportagem é de Religión Digital, 08-08-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Os bispos peruanos reunidos em Conselho Permanente manifestaram, em um comunicado oficial, o seu respaldo ao cardeal Juan Luis Cipriani "perante as infundadas acusações e ofensas que recebeu" pela sua participação no longo litígio contra a universidade.

A prestigiada universidade particular perdeu o direito de usar em sua denominação os títulos de "Pontifícia" e de "Católica" de acordo com uma resolução do último dia 11 de julho dada no Vaticano.

A decisão foi tomada depois que a universidade peruana, "a partir de 1967, modificou unilateralmente os seus estatutos em diversas ocasiões prejudicando gravemente os interesses da Igreja", indicou a resolução.

No entanto, a assembleia universitária decidiu que irá respeitar a denominação oficial, inscrita nos registros públicos peruanos, e deplorou o decreto papal que, em sua opinião, "contém diversos aspectos que se opõem aos direitos reconhecidos na Constituição Política e na legislação peruana".

Suas autoridades acusaram Cipriani de estar interessado em administrar os bens da universidade, que chegam a cerca de 300 milhões de dólares, e a vice-reitora, Pepi Patrón, declarou recentemente que "terão que usar a violência" para removê-los.

A Conferência Episcopal também rejeitou as "expressões ofensivas, manifestadas nos meios de comunicação, tanto contra a pessoa do cardeal secretário de Estado (Tarcisio Bertone), quanto com as próprias decisões da Santa Sé".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bispos peruanos se unem ao Vaticano e a Dom Cipriani - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV