O cardeal O’Malley responde ao Spotlight sobre os filhos dos sacerdotes

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco propõe um sistema econômico mais justo e sustentável

    LER MAIS
  • Em busca da funda de Davi. Uma análise estratégica da conjuntura

    LER MAIS
  • Por que Tagle é o novo “herói papal” do Oriente

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

25 Agosto 2017

Já entre os anos 2002-2005, cerca de 100 sacerdotes da Diocese de Boston constavam em uma lista interna da Igreja por seu envolvimento direto em abusos de menores. O cardeal Bernard Law preferiu manter esse mega escândalo em segredo durante décadas e indenizar as famílias “por baixo dos panos”. Após as denúncias, a Justiça dos Estados Unidos entrou em ação e condenou vários clérigos, e ao cardeal Law, que em 2004 refugiou-se em Roma, concederam-lhe o cargo de arcipreste da Igreja de Santa Maria Maior, uma das quatro basílicas mais simbólicas de Roma.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 24-08-2017. A tradução é de André Langer.

Hoje, estes escândalos são novamente notícia e é o próprio cardeal de Boston, Sean O’Malley, que esclarece pontos importantes sobre uma nova denúncia relativa aos filhos de sacerdotes. O cardeal já enviou estes antecedentes à Santa Sé.

O arcebispo de Boston, nos Estados Unidos, o cardeal Sean O’Malley, religioso franciscano de grande reputação nos Estados Unidos e em Roma, respondeu a uma reportagem publicada pela equipe do Spotlight no jornal Boston Globe sobre os filhos de sacerdotes católicos divulgada no dia 16 de agosto passado.

O cardeal O’Malley, presidente da Pontifícia Comissão para a Proteção de Menores, divulgou uma declaração sobre a reportagem “Os filhos de sacerdotes católicos vivem com segredos e na tristeza”, trabalho jornalístico que causou um grande impacto na sociedade norte-americana e em vários ambientes eclesiásticos e jornalísticos de Roma.

Após a reportagem feita por Michael Rezendes, um dos jornalistas que inspirou o filme Spotlight sobre abusos sexuais nos Estados Unidos, o cardeal O’Malley disse em sua declaração que “se um sacerdote tem um filho, tem a obrigação moral de deixar o ministério e satisfazer as necessidades que possam ter a mãe e o filho...”. Nesse momento – ressaltou – “o bem-estar de ambos é sua máxima prioridade”.

A declaração do cardeal, que também faz parte do chamado C9 que assessora o Papa Francisco no processo de reforma da cúria vaticana, indica também que “o dom da vida deve ser protegido e cuidado em todas as circunstâncias... Cada criança é um precioso dom de Deus, que merece respeito em qualquer circunstância”, destacou.

O arcebispo recordou também que “em sua ordenação, o sacerdote católico faz uma promessa de celibato, um compromisso com a Igreja e com as pessoas que serve”, que não o isenta de suas responsabilidades quando tiver concebido um filho.

O cardeal explicou que em 2016 a Comissão de Proteção a Menores “recebeu correspondência referente aos filhos de sacerdotes. Após uma cuidadosa consideração deste importante tema, ficou resolvido que esta questão ultrapassava o mandato da comissão”.

“A comissão procura assistir as dioceses e ordens religiosas em todo o mundo na implementação da educação e na capacitação em programas para a prevenção dos abusos sexuais. Não está entre as suas responsabilidades envolver-se em casos individuais...”.

O arcebispo de Boston conclui sua declaração afirmando que “com o reconhecimento da importância destes assuntos que impactaram enormemente a vida das crianças, suas mães e a comunidade, a comissão determinou levar o assunto à Santa Sé para que seja revisto.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O cardeal O’Malley responde ao Spotlight sobre os filhos dos sacerdotes - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV