Boeing quer desenvolver aviões capazes de voar sem piloto

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa aprovará padres casados na Amazônia, afirma teólogo

    LER MAIS
  • “A capacidade de constituição de novos horizontes da esquerda brasileira, hoje, é nula”. Entrevista com Vladimir Safatle

    LER MAIS
  • Depressão vertiginosa que o Brasil atravessa também é herança da esquerda, diz Le Monde

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

09 Junho 2017

A Boeing pretende iniciar uma nova fase na aviação civil ao desenvolver aeronaves que voam sem piloto. A maior fabricante de aviões do mundo planeja, inclusive, testar algumas tecnologias de automação no próximo ano no Paris Airshow, um dos principais eventos do setor.

A informação é publicada por O Estado de S. Paulo, 09-06-2017.

Apesar da ideia parecer um pouco arriscada, há drones disponíveis no mercado por menos de US$ 1 mil, então a base tecnológica necessária para o avanço já existe, como afirmou Mike Sinnett, vice presidente de desenvolvimentos de produtos da Boeing.

Os aviões hoje já conseguem decolar, manter voo e aterrissar usando apenas computadores de bordo. Nos últimos anos, o número de pilotos necessários em um voo comum caiu de três para dois. Os avanços são tão sólidos que o próprio vice presidente da empresa planeja testar a nova tecnologia num simulador nos próximos meses e voar num avião autônomo no próximo ano.

As companhias aéreas estão entre as que mais apoiam a ideia, especialmente por causa da necessidade projetada de 1,5 milhão de pilotos nos próximos 20 anos, já que a demanda global por viagens aéreas continua a crescer.

Segurança

No entanto, as aeronaves auto-dirigíveis precisarão corresponder aos padrões de segurança de voo, principalmente após 2016 ter sido considerado o ano mais seguro para a aviação pela Aviation Safety Network. As empresas também terão trabalho para convencer os órgãos reguladores que ainda não sabem como certificar tais aviões.

Sinnet brinca que para os aviões sem piloto serem aprovados, eles precisarão ser tão seguros a ponto de conseguir aterrissar da mesma forma que o capitão Chesley Sullenberger fez no "Milagre no Hudson".

O executivo faz referência ao pouso forçado que o piloto Sullenberger teve de fazer no Rio Hudson após sua aeronave colidir com gansos em 2009. Na ocasião, todas as turbinas do avião foram arrancadas, mas o piloto conseguiu deslizar o Airbus A320 em segurança no rio e salvar todos os 150 passageiros a bordo.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Boeing quer desenvolver aviões capazes de voar sem piloto - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV