COP 22: ONU lança alerta para limitar o aumento da temperatura em 1,5ºC

Revista ihu on-line

Sistema público e universal de saúde – Aos 30 anos, o desafio de combater o desmonte do SUS

Edição: 526

Leia mais

Karl Marx, 200 anos - Entre o ambiente fabril e o mundo neural de redes e conexões

Edição: 525

Leia mais

Junho de 2013 – Cinco Anos depois.Demanda de uma radicalização democrática nunca realizada

Edição: 524

Leia mais

Mais Lidos

  • EUA. Teólogos e líderes leigos pedem renúncia em massa de bispos

    LER MAIS
  • Professor de Filosofia lança livro em que compara conceito de “mundo” para ocidentais e ameríndios

    LER MAIS
  • Supermercados desperdiçam R$ 3,9 bi em alimentos por ano, diz Abras

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Novembro 2016

O PNUD – O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento acaba de lançar aqui no Marrocos um relatório* que estuda as oportunidades em cumprir o Acordo de Paris, ou seja, limitando o aumento médio da temperatura do planeta em 1,5° C.

A reportagem é de Reinaldo Canto de Marrakech, publicada por Envolverde, 17-11-2016.

O relatório conclui que o crescimento econômico medido pelo PIB seria até 10% maior, se esse limite for mantido, o que representa cerca de US$ 12 trilhões a mais, se for comparado a manter os atuais índices de emissão dos gases de efeito estufa que podem contribuir para um aumento de 3°C ou mais.

Para o PNUD, o a meta prevista no acordo global de 1,5 ° C é viável e necessária, para tanto será importante aumentar os esforços para zerar as emissões e chegar até o final do século a 100% no uso de energias renováveis.

Dados inéditos apontados pelo estudo afirmam que poderiam ser criados 68% mais empregos mantendo o limite do aquecimento global do que caso o 1,5º seja ultrapassado.

Segundo o Dr. Michiel Schaeffer, co-diretor da Climate Analytics e co-editor do relatório, os impactos e riscos geofísicos e biológicos aumentam significativamente de 1,5°C para 2°C. “Tanto para os países desenvolvidos como em desenvolvimento, os danos muito menores causados pela mudança climática em um caminho de 1,5°C significam que as oportunidades de crescimento econômico podem ser preservadas em grande parte. Na ausência de ação climática, essas oportunidades seriam substancialmente reduzidas até a década de 2040 “.

Matthew McKinnon, Gerente de Projeto do PNUD, afirma que as conclusões do relatório deixam claro que o corte de emissões prejudicariam o crescimento. “É exatamente o oposto: a mudança climática é tão ameaçadora para o crescimento que enfrentá-la tornou-se uma das maiores responsabilidades de desenvolvimento que enfrentamos”, acrescentando que “o desafio agora é garantir o acesso generalizado a toda a gama de benefícios de uma ação climática agressiva . ”

*O relatório está disponível aqui.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

COP 22: ONU lança alerta para limitar o aumento da temperatura em 1,5ºC - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV