Frases do dia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Livro entrelaça a prática eucarística com as realidades sociais, econômicas e ecológicas

    LER MAIS
  • O próximo papa: um pedido de mudança. Artigo de George Weigel

    LER MAIS
  • “A liberdade é vazia sem a solidariedade.” Entrevista com Massimo Recalcati

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Setembro 2016

Ame-o ou deixe-o

“O estilo “bateu, levou” adotado por Michel Temer surpreendeu aliados e desagradou colegas de partido. Em sua primeira fala a ministros como presidente, o peemedebista disse que não tolerará dubiedade. “Quem não quer que o governo dê certo declare-se contra e saia.” É rigidez demais para o jeitão tranquilo do peemedebista. Aliados dizem que, para conseguir aumentar a fidelidade da base, Temer deve fazer mudanças pontuais na equipe ministerial após as eleições municipais” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 02-09-2016.

Pede para sair

“O jeito durão fez Temer ganhar de ministros o apelido de Capitão Nascimento, o truculento policial de “Tropa de Elite” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 02-09-2016.

Subiu à cabeça?

“Um assíduo frequentador do Planalto notou: “Ele não pode se esquecer de que não tem voto” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 02-09-2016.

Sem solidão

“Não foi só o PSDB que engoliu quadrado o fatiamento do impeachment. As demais siglas da base também se irritaram com o PMDB. A confiança de aliados no partido do governo está em queda livre no Congresso” – Natuza Nery, jornalista – Folha de S. Paulo, 02-09-2016.

Vazio desconfortável

“O problema não é Temer estar na China nesta encruzilhada de poder no Brasil. Mas alianças mal explicadas e consequências imprevisíveis têm o efeito contrário ao esperado pelo desfecho do processo de impeachment. Para um presidente que precisa buscar legitimação apontando uma saída para a crise, o vazio aberto depois de sua vitória no Senado acabou ficando desconfortável” – Marta Sfredo, jornalista – Zero Hora, 02-09-2016.

Final infeliz

“Luiza Brunet diz que já passou fome, foi abusada aos 14 anos e se punha na frente da mãe para que seu pai não a matasse. Mas o pior foi "apanhar como apanhei, aos 54 anos", diz à revista "Claudia", sobre a acusação contra o empresário Lírio Parisotto. Ele nega. "Agora, quando queria paz e sossego, me ocorreu o mais triste. E veio de um homem que eu amava", diz. "Nas redes sociais, disseram que armei tudo para conseguir dinheiro fácil, que quebrei as costelas, dei um soco no meu olho. Coisas nojentas." – Mônica Bergamo, jornalista – Folha de S. Paulo, 02-09-2016.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Frases do dia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV