Esticadores de horizontes: Força da Cufa para salvar juventude da dependência (IHU/Adital)

Revista ihu on-line

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

A fagocitose do capital e as possibilidades de uma economia que faz viver e não mata

Edição: 537

Leia mais

Mais Lidos

  • A CNBB urge o governo a tomar “medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta”

    LER MAIS
  • Planeta em chamas. Artigo de Eliane Brum

    LER MAIS
  • Dia Mundial pelo fim do Especismo: 24 de agosto de 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

29 Agosto 2016

É de olho nas virtudes e nas astúcias que vêm da periferia que a Central Única das Favelas (CUFA) forma lideranças comunitárias e potencializa a diversidade cultural em bairros historicamente esquecidos de Fortaleza. Atraindo sobretudo a juventude para eventos, ações e projetos que casam cultura, esporte, lazer e cidadania, a CUFA também abraça jovens que sofrem as consequências da criminalidade e da dependência química. Aos 28 anos, Ismael Rodrigues, o D2, é um dos que se integraram ao movimento, deixando para trás vícios, dores e privações.

Texto: Ethel de Paula
Fotos: Marcelo Barbalho - Video: 202B

Veja as matérias:

Um “salve” para D2
O redesenho da própria vida
A potência da Cufa

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Esticadores de horizontes: Força da Cufa para salvar juventude da dependência (IHU/Adital) - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV