Nos EUA, menos padres celebram mais missas em menos paróquias

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • A fé do Brasil dividido

    LER MAIS
  • Núcleo de pesquisa da USP publica nota sobre criacionismo defendido por novo Presidente da CAPES

    LER MAIS
  • Com Francisco ou fora da Igreja. O duro desabafo do presidente da CEI

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

19 Julho 2011

Mais católicos norte-americanos estão participando de missas em menos paróquias dotadas de um número de sacerdotes rapidamente em declínio, de acordo com um novo relatório sobre Uma face em mudança das paróquias católicas dos EUA.

A reportagem é de Nancy Frazier O`Brien, publicada no sítio Catholic News Service, 18-07-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Produzido pelo Centro de Pesquisa Aplicada para o Apostolado (CARA, na sigla em inglês) para o projeto de Modelos Emergentes de Liderança Pastoral de cinco organizações ministeriais católicas nacionais, o relatório documenta o que ele chama de supersizing [grande crescimento] da vida paroquial católica dos EUA.

"Paróquias maiores, mais missas, e ministérios em outros idiomas além do inglês estão se tornando a norma", disse um comunicado de imprensa sobre o relatório divulgado no dia 18 de julho.

O CARA descobriu que o número de paróquias católicas diminuiu em 1.359 desde o ano 2000 para 17.784 em 2010, representando um decréscimo de 7,1%. A cifra de 2010 é aproximadamente igual às 17.637 paróquias norte-americanas existentes em 1965 e 1.836 a menos do que o maior número de paróquias dos EUA em 1990.

O número médio de domicílios cadastrados em cada paróquia norte-americana cresceu para 1.168, e o número médio de pessoas que participam da missa em paróquias católicas era 1,110 em 2010, contra uma média de 966 da década anterior.

Metade das paróquias dos EUA celebram quatro missas ou mais a cada final de semana, e quase uma em cada três (29%) tem missas em um idioma diferente do inglês, pelo menos uma vez por mês. Mas as missas estão sendo celebradas por um número de sacerdotes que diminuiu 11% na última década.

Um terço de todas as paróquias norte-americanas tem mais de 1.201 domicílios registrados, enquanto a porcentagem de paróquias com 200 ou menos famílias caiu de 24% em 2000 para 15% em 2010. Paróquias menores são mais prováveis de serem fechadas ou consolidadas, mas também têm uma participação média nas missas maior do que as paróquias maiores.

Em termos de paroquianos registrados individuais, a média para as paróquias dos EUA foi de 3.277, um aumento de 45% acima da média de 2.260 uma década atrás, afirmou o CARA, acrescentando que 40% do crescimento em paroquianos registrados nas paróquias norte-americanas entre 2005 e 2010 foram entre os hispânicos.

O relatório disse que a atual população católica dos EUA é de cerca de 77,7 milhões, com base nas pesquisas nacionais de autoidentificação dos norte-americanos. A estimativa oficial da Igreja da população católica é de cerca de 68 milhões.

Usando três modelos diferentes para projetar a população, o CARA estimou que a população católica dos EUA estará entre 95,4 milhões e 128 milhões em 2050.

"Embora a participação nas missas tenha diminuído a longo prazo desde os anos 1950, não houve nenhum declínio ou aumento recente na participação na última década", disse o relatório. "Como o comparecimento à missa permanece constante e a população católica cresce, isso sugere uma demanda crescente por paróquias enquanto o número real de católicos que participam e precisam de sacramentos aumenta".

O relatório também olhou para as finanças e os serviços oferecidos pelas das paróquias, além dos recursos humanos, da composição da comunidade paroquial, da raça e da etnia dos paroquianos, e dos órgãos consultivos das paróquias.

Os dados foram obtidos de respostas a um questionário enviado a uma "amostra aleatória parcialmente estratificada" de 5.549 paróquias norte-americanas entre março de 2010 e dezembro de 2010. O CARA recebeu respostas de 846 paróquias com uma taxa de resposta de 15,3%. A margem de erro para a pesquisa foi de 3,3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Na segunda e na terceira fases do projeto de Modelos Emergentes de Liderança Pastoral, o CARA planeja pesquisar os líderes paroquiais em uma subamostra de 60 dessas paróquias, e realizar entrevistas pessoais com seus paroquianos.

Entre outras informações recolhidas pelo relatório:

- Uma receita operacional total, em média, das paróquias dos EUA é de 695 mil dólares, excedendo os gastos médios de 626.500 dólares em 68.500 dólares. Mas 30% das paróquias disseram que suas despesas excedem suas receitas.

- A média semanal total das ofertas cresceu mais de 14% nas paróquias dos EUA nos últimos cinco anos para cerca de 9.200 dólares, ou 9,57 dólares por família registrada.

- Há aproximadamente 38.000 ministros eclesiais leigos servindo nas paróquias dos EUA, que são pagos por pelo menos 20 horas semanais de trabalho. Estima-se que a Igreja dos EUA acrescente cerca de 790 novos ministros eclesiais leigos para as equipes paroquiais a cada ano.

- O número total de padres, de religiosos, de religiosas e de diáconos nos EUA era de 117.080 em 2010, um declínio de 41% dos 197.172 membros dessas categorias em 1980.

- O número total de pessoas nas equipes paroquiais dos EUA – incluindo membros de pastorais e voluntários, assim como funcionários e voluntários não pastorais como contadores, jardineiros, cozinheiros etc. – é estimado em 168.448. Uma paróquia média tem 9,5 membros, com 5,4 indivíduos em posições pastorais.

- Mais de três quartos (78%) dos paroquianos nas paróquias dos EUA são brancos não hispânicos, e 13% são hispânicos. Quatro por cento são negros, afro-americanos ou africanos; 3% são asiáticos, havaianos ou de outras ilhas do Pacífico; e 1% é índio americano ou nativo do Alasca.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Nos EUA, menos padres celebram mais missas em menos paróquias - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV