Ciência, verdade e beleza: as respostas de Hawking

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Francisco desafia Trump com primeiro cardeal afro-americano

    LER MAIS
  • Sem reformas, não somos mais Igreja. Entrevista com Martin Werlen

    LER MAIS
  • Surgem provas de que o Vaticano censurou o Papa Francisco em 2019

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Mai 2011

Nesta entrevista ao jornal The Guardian, o cosmólogo britânico compartilha seus pensamentos sobre Deus, a morte, a existência humana, a beleza da ciência e o nosso futuro sobre a Terra.

A reportagem é de Ian Sample, publicada no sítio The Guardian, 15-05-2011. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis a entrevista.

Qual é o valor em saber "por que estamos aqui"?

O universo é governado pela ciência. Mas a ciência nos diz que não podemos resolver as equações, diretamente no abstrato. Precisamos usar a teoria eficaz da seleção natural darwiniana daquelas sociedades com maior probabilidade de sobreviver. Nós lhes atribuímos um valor superior.

Você disse que não há razão para invocar Deus para acender o pavio. Nossa existência está totalmente entregue à sorte?

A ciência prevê que muitos tipos diferentes do universo espontaneamente serão criados do nada. É uma questão de sorte que estamos aqui.

Então, aqui estamos nós. O que devemos fazer?

Devemos buscar o maior valor da nossa ação.

Você teve um susto com a sua saúde e passou um tempo no hospital em 2009. O que você teme da morte – se é que teme?

Eu tenho vivido com a perspectiva de uma morte prematura pelos últimos 49 anos. Eu não tenho medo da morte, mas não tenho pressa de morrer. Eu tenho muita coisa que quero fazer primeiro. Eu considero o cérebro como um computador que vai parar de trabalhar quando seus componentes falharem. Não há céu nem vida após a morte para computadores quebrados. Esse é um conto de fadas para as pessoas que têm medo do escuro.

Quais são as coisas que você acha mais bonitas na ciência?

A ciência é bela quando se dá explicações simples a fenômenos ou conexões entre observações diferentes. Exemplos disso incluem a dupla hélice na biologia e as equações fundamentais da física.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ciência, verdade e beleza: as respostas de Hawking - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV