Degelo recorde do Ártico: "Estamos agora num território desconhecido"

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Se vocês se sentirem como eminências, estarão fora do caminho”. As palavras do Papa Francisco aos novos cardeais quando também condenou a corrupção na Igreja

    LER MAIS
  • Como viver o Advento em tempos de quarentena

    LER MAIS
  • A vacina vai nos ajudar, mas não vai nos livrar das pandemias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 21 Setembro 2012

Estudiosos norte-americanos confirmam que a cobertura de gelo do Ártico caiu para níveis recordes este ano e é hoje 50% menor do que era entre 1979 e 2000.

A reportagem é do sítio Deutsche Welle, 20-09-2012.

A camada de gelo do Ártico recuou este ano para o menor nível já registrado, afirmaram nesta quarta-feira (19/09) pesquisadores do Centro Nacional da Neve e do Gelo dos EUA (NSIDC, na sigla em inglês).

Imagens de satélite mostram que a área congelada do Ártico recuou para 3,4 milhões de quilômetros quadrados em 16 de setembro, possivelmente a menor marca deste ano e a menor já registrada desde o início das medições, em 1979. "Estamos agora num território desconhecido", afirmou o diretor do NSIDC, Mark Serreze. "Poucos de nós estavam realmente preparados para o quão rápido isso está de fato acontecendo", enfatizou.

A alteração da superfície de gelo sobre o mar Ártico é um processo sazonal, e a menor extensão é geralmente alcançada em setembro. Os mínimos anteriores haviam sido alcançados também este ano, em 26 de agosto e 4 de setembro.

"O mínimo deste ano será quase 50% menor do que a média registrada entre 1979 e 2000", alertou o pesquisador Walt Meier. O oceanógrafo Wieslaw Maslowski comentou os resultados num evento do Greenpeace em Nova York. Segundo ele, se a tendência continuar, não haverá mais gelo no Ártico no fim desta década.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Degelo recorde do Ártico: "Estamos agora num território desconhecido" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV