Jesuíta lança guia de sobrevivência para ''católicos que pensam''

Revista ihu on-line

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Planos de saúde e o SUS. Uma relação predatória

Edição: 541

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Arautos do Evangelho não reconhecem o Comissário do Vaticano, dom Raymundo Damasceno Assis

    LER MAIS
  • Pacto das Catacumbas pela Casa Comum. Por uma Igreja com rosto amazônico, pobre e servidora, profética e samaritana

    LER MAIS
  • A virada autoritária de Piñera. O fracasso de um governo incompetente e corrupto

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Março 2012

Os católicos precisam "encarar o fato de que hoje vivemos em uma Igreja 'faça-você-mesmo'", precisam dar um passo à frente para "assumir a responsabilidade", e "já não esperar mais que o Padre ou a Irmã façam isso", disse o padre jesuíta Thomas Reese, que aborda esses temas em um novo livro, A Survival Guide for Thinking Catholics [Um guia de sobrevivência para católicos que pensam].

A reportagem é de Dan Morris-Young, publicada no sítio National Catholic Reporter, 12-03-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O renomado autor, cientista social e comentarista mencionou o livro – que ainda não tem uma editora – durante uma recente entrevista com o NCR.

No livro, Reese defende que os problemas como o êxodo dos fiéis da Igreja sejam enfrentados corajosamente.

"O problema da maioria dos livros como este é que o último capítulo começa com: 'Os bispos deveriam' ou 'O papa deveria fazer X, Y e Z'. Francamente, eu acho que isso é um desperdício de tempo", disse Reese. "Estou cansado de ler esses livros. Acho que o que temos de fazer é dizer: 'Ok, estes são os problemas diante da Igreja. O que eu preciso fazer? O que temos de fazer?'".

Uma das vantagens de haver menos padres e irmãs religiosas na Igreja de hoje "é que os leigos têm que crescer", afirmou. "A Igreja precisa desenvolver um novo estilo de ensino e de proclamação do Evangelho, que seja dialógico, que ouça tanto quanto fale", acrescentou. "Às vezes, parecemos totalmente incapazes de fazer isso".

Ao mesmo tempo, disse Reese, "o clericalismo são dois lados da mesma moeda. Há autoritarismo de um lado. O outro são os leigos querendo que os clérigos façam tudo por eles".

Atualmente membro sênior do Woodstock Theological Center da Georgetown University, de Washington, Reese foi editor da revista jesuíta America revista de 1998 a 2005. Ele renunciou depois de uma longa tensão com o Vaticano devido a abordagem aberta da revista sobre temas eclesiais sensíveis, do celibato sacerdotal e da ordenação de mulheres à pesquisa com células-tronco e à recepção da Comunhão por políticos católicos pro-choice [que defendem o direito de abortar].

Reese é autor de dezenas de outros livros, a maioria dos quais se centram sobre as estruturas organizacionais e políticas da Igreja e seus desafios. Seu livro de 1989 Archbishop: Inside the Power Structure of the American Catholic Church [Arcebispo: Dentro da estrutura de poder da Igreja Católica norte-americana], por exemplo, é um livro de pesquisa prática com base em mais de 400 entrevistas e com a participação de 31 arcebispos norte-americanos, incluindo todos os cardeais do país.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jesuíta lança guia de sobrevivência para ''católicos que pensam'' - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV